Por que a Rússia constrói ferrovias especiais para crianças? (FOTOS)

Kirill ZIkov/Agência Moskva
Tudo nelas é de verdade: os trens, as estações, os operadores de trânsito... Eles são apenas um pouco menores! E são as crianças que estão no comando ali.

Imagine viajar em um trem dirigido por um adolescente de 15 anos, onde uma criança de 12 anos é quem pede para ver suas passagens e o sinal de partida é dado por uma menina de 10 anos. E não é um brinquedo de parque de diversões, mas uma ferrovia de verdade! Na Rússia, existem 25 ferrovias desse tipo e todas fazem parte malha da Russian Railways.

Ferrovia infantil fora de Moscou.

Essas linhas ferroviárias são destinadas a crianças de 10 a 18 anos que desejem aprender mais sobre como as ferrovias funcionam. O treinamento é gratuito e o curso completo dura cinco anos. De outubro a maio, o aprendizado ocorre na sala de aula, enquanto a parte mais emocionante - a prática - ocorre durante o verão.

Abertura de temporada em ferrovia infantil em Kratovo, nos arredores de Moscou.

Nos primeiros dois anos, as crianças aprendem a trabalhar como condutores de trens, assistentes de plataforma e agulheiros. A partir do terceiro ano, eles podem escolher uma especialização adicional.

Alguns gostam de planejar rotas, então estudam para ser mestres da estação. Outros querem dirigir um trem de verdade, então passam por treinamento para se tornarem assistentes de direção. Aqueles que desejam se tornar supervisores de turno também recebem o devido treinamento. Todos os trabalhos e especializações estão abertos a meninos e meninas.

Ferrovia infantil em Novossibírsk.

Nos dias de prática, os turnos começam às 8h e duram até 16h, como em um dia útil. Cada dia começa com uma reunião matutina em que os supervisores de turno descrevem o plano de trabalho do dia. Pode haver até 70 crianças em um único turno – então, imagine como deve ser difícil organizar tudo isso! E, apesar de parecer impossível, as próprias crianças realizam tudo isso, sim.

Ferrovia infantil nos arredores de Moscou.

Após a reunião da manhã, o trem precisa estar preparado para o dia. Para tanto, há a inspeção da locomotiva e a verificação do chassi, uma vez que a segurança é a principal prioridade. Depois disso, o trem está pronto para partir. No verão, muitas famílias com crianças vão até ali para dar uma volta com os jovens ferroviários. Como é de se imaginar, muitas outras crianças se empolgam pela ferrovia depois dessas viagens e também querem participar do treinamento.

Ferrovia infantil nos arredores de Moscou.

O sistema ferroviário infantil foi estabelecido na União Soviética ainda na década de 1930. A linha de Tiflis (Geórgia), construída em 1935, é considerada oficialmente a primeira delas. Mas há referências anteriores a outra ferrovia infantil na edição de 9 de janeiro de 1933 do jornal Vetchérniaia Moskvá, que menciona uma delas no parque Górki, em Moscou.

Ferrovia infantil no parque Górki.

A partir de então, ferrovias infantis foram construídas em toda a União Soviética, assim como nos países do Bloco Oriental, incluindo a República Democrática Alemã, a Tchecoslováquia, a Hungria, a Bulgária, a China e Cuba. Todas essas ferrovias têm bitola estreita, geralmente de 750 mm de largura. Este era a bitola usada na URSS, que possibilitava o uso de material e locomotivas já existentes.

Menino na estação Schastlivaia (em português, “feliz”), em Níjni Nôvgorod, em 1940.

Antes do início da guerra, pelo menos 20 dessas linhas ferroviárias estavam dispostas pela União Soviética, de Moscou ao Extremo Oriente. Algumas delas foram destruídos durante a guerra, mas, depois de 1945, foram reconstruídas. No final dos anos 1980, o país tinha 52 ferrovias infantis.

Menina dirige trem na ferrovia infantil de Orenburg.

Após a queda da URSS, muitas ferrovias infantis na União Soviética e no exterior foram desativadas, principalmente devido à falta de apoio estatal. As da Ucrânia, Bielorrússia, Hungria, Alemanha e Eslováquia sobreviveram e muitas foram transformadas em passeios de diversão. Das linhas originais, as únicas que permanecem abertas estão em Krasnoiarsk (Sibéria), Kratovo (Região de Moscou) e Dnipropetrovsk (Ucrânia). A Rússia é hoje o único país do mundo que continua a construir ativamente novas linhas ferroviárias infantis.

Ferrovia infantil em Iújno-Sakhalinsk, 1969.

Atualmente, a Rússia tem mais de 100 quilômetros de ferrovias infantis, algumas das quais foram construídas no século 21. Novas linhas surgiram em Kazan, Kemerovo, Novossibírsk e São Petersburgo. A linha mais longa (11,6 quilômetros) é a Svobodnenskaia, em Primorie, enquanto a mais curta (com cerca de um quilômetro) está localizada em Kurgan.

Ferrovia infantil em Novosibirsk.

Todos os anos, 15 mil crianças recebem treinamento prático em ferrovias infantis. Mais da metade delas continua na profissão, estudando no ensino superior em cursos relacionados à carreira.

Estudantes na estrada de ferro infantil das proximidades de Moscou.

LEIA TAMBÉM: 10 regras soviéticas úteis para criar os filhos

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies