5 músicas de Vladimir Vysotsky que você precisa conhecer agora mesmo

Vladimir Vysotsky se apresenta em Iaroslavl em 1979.

Vladimir Vysotsky se apresenta em Iaroslavl em 1979.

TASS
Cantor russo comparado a Kurt Cobain faria 80 anos em 25 de janeiro.

Nascido em uma família pobre de Moscou, no turbulento ano de 1938, Vladimir Vysotsky, que nesta quinta-feira (25) completaria 80 anos, se tornou um dos mais talentosos músicos da União Soviética. Cantor, compositor e ator, ele ficou famoso por interpretar um capitão de polícia na série de televisão “O local de encontro não pode ser mudado” (tradução livre), o oficial do Exército Branco em “Dois camaradas estão servindo” (tradução livre) e o personagem Don Juan em “Pequenas Tragédias”. Seu mais conhecido papel no teatro foi Hamlet, interpretado no teatro Taganka, palco progressista de Moscou nas décadas de 1960 e 1970.  

Tudo que Vysotsky fez - seja atuar no teatro, cantar ou apenas viver - ele fez com nadrív, sentimento definido por uma forte tensão que envolve todas as outras emoções. Ele morreu jovem, aos 42 anos, no auge da fama. Infelizmente, ele tinha um lado obscuro, e sua vida foi marcada pelo álcool e pelas drogas.

Sua vida foi muito parecida com a de uma estrela de Hollywood. Sempre teve carros caros, jaquetas de couro da moda e, é claro, as mulheres mais belas. Sua última esposa foi a atriz francesa Marina Vladi - casar-se com uma estrangeira era algo que todos os homens soviéticos invejavam.

Vysotsky compôs quase 600 músicas, que ele cantava com seu violão. Apresentamos aqui algumas que ainda são populares e que refletem a misteriosa alma russa.

1. Adeus às Montanhas

"Melhor que todas as montanhas é o monte,

Que ninguém montou ainda!”

Esta frase é hoje um aforismo na Rússia. É uma música do filme “Vertical” (1967), no qual Vysotsky faz um dos papéis principais e canta várias canções. Ele diz que toda vez que as pessoas deixam as montanhas, elas deixam seu coração lá. E a cada vez eles sentem tristeza em deixar as montanhas, mas não há nada que se possa fazer porque “às vezes até os deuses descem à Terra”.

Essa música é como um hino para alpinistas e mochileiros russos. Por isso, na próxima vez em que estiver nas montanhas, pegue um violão e cante essa música sentado ao redor de uma fogueira. Aqui há uma tradução em inglês da música completa.  

2. Eu não gosto

“Eu não gosto quando um estranho lê as minhas cartas

Olhando por cima do meu ombro.”

Esta é uma entrevista com Vladimir Vysotsky e sua música “Eu não gosto” (1969), onde ele tenta explicar aos jornalistas seu lema de vida.

No geral, ele não gosta das coisas que um homem forte e honesto não suportaria: rumores, arrogância, quando alguém te apunhala pelas costas e quando alguém tenta invadir sua alma. Ele fica com raiva “quando inocentes sofrem” e não fica feliz consigo mesmo quando age com covardia.

A tradução completa em português está disponível aqui.

3. Cavalos Caprichosos

“Mas meus cavalos são tão teimosos, tão difíceis de agradar,

Não deixando tempo para uma vida, para uma canção…”

Essa música inspira-se em antigas melodias russas e contém temas de um velho romance cigano. É um dos melhores exemplos do nadrív com o qual Vysotsky cantava. É a história de um homem que sente que a morte esta próxima e grita: “corram mais devagar, meus cavalos, corram mais devagar”. ele quer viver um pouco mais: “Deixe-me ficar no limite”.

Assista o episódio no filme “Noites Brancas”, em que Mikhail Baryshnikov dança ao som de Vystotsky.

4. Ginástica Matinal

“Se você está em seu apartamento,

apenas deite-se em seu carpete!

Um, dois três! Complete os movimentos corretos!”

Junto com músicas sérias cheias de angústia, Vysotsky também compôs músicas alegres, como “Por que os selvagens comeram o Capitão Cook” ou "Uma carta para o programa 'Óbvio, mas incrível'". “Ginástica Matinal” (1968) é provavelmente uma de suas músicas engraçadas mais famosas.

Encontre a tradução da música aqui e tente uma sessão de exercícios ao estilo soviético.

5. A Música Lírica

“Então, concorde com o paraíso em uma cabana, o que mais,

Se o palácio está ocupado por outros!”

Como um homem de sentimentos profundos, Vysotsky também escreveu músicas românticas. Esta música que o autor dedicou a sua esposa Marina fará você chorar. O eu-lírico canta para sua mulher que a levará até mesmo de uma floresta mágica, até mesmo se a Mãe Natureza tentar detê-lo.

Leia a letra completa em inglês aqui.

Quer saber mais sobre música russa? Leia "Tsoi, o roqueiro que cantou a perestroika".

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais