Essas pinturas russas são capazes de prever o futuro

Período que vai do Natal ortodoxo à Epifania aumenta clima de magia.

Da véspera do Natal ortodoxo (6 de janeiro) até a Epifania (19 de janeiro) o período é perfeito para a magia. Veja dez momentos de adivinhação imortalizados por artistas russos.

1. Orest Kiprénski. Vidente com vela, 1830

Durante as longas noites de inverno, jovens mulheres russas de tempos antigos até o século 20 costumavam sonhar sobre o futuro. A questão que a maior parte delas queria ver respondida envolvia seus futuros maridos. Quem seria ele e quando ele chegaria?

2. Artista anônimo. Vidente lendo cartas, início do século 19

As garotas esperavam impacientemente pelo “sviátki”, período que vai do Natal à Epifania, para fazer ritos de adivinhação do futuro, que eram proibidos pela Igreja Ortodoxa, que os considerava práticas pagãs. Mas, ao longo das décadas, jovens mulheres faziam de forma secreta seus rituais mágicos, que geralmente aprendiam com suas mães e avós. 

3. Karl Briullov. Svetlana lendo o futuro, 1836

A tradição da adivinhação tornou-se popular na arte depois que o poeta Vassíli Jukóvski descreveu a prática em sua obra “Svetlana” (1813). No poema, Svetlana espera ver sua sorte ao soar da meia-noite, mas, em vez disso, um homem comprometido a arrasta para o inferno durante uma tempestade de neve. Um corvo grasna para ela e cavalos correm à sua volta. Ela aparece em um funeral e vê um homem morto em pé… tudo muito assustador.

4. Aleksandr Novoskoltsev. Svetlana, 1889

Em certo momento, Svetlana acorda e percebe que tudo não passa de um pesadelo. “Oh, nunca conheça esses sonhos assustadores, minha Svetlana!”, escreveu Jukóvski no fim do poema, indicando que é melhor rezar para Deus e confiar na Providência.

5. Aleksei Venetsianov. Leitura do futuro nas cartas, 1842

Um dos modos mais populares de adivinhar o futuro é pela leitura de cartas. Antes de ir para a cama, garotas empolgadas deixavam os quatro reis do baralho embaixo de seus travesseiros enquanto diziam em voz alta: “Quem é meu prometido, venha até mim em um sonho”. Se um rei de espadas aparecer no sonhos significa que seu noivo será velho e ciumento. Um rei de copas significa um marido jovem e rico, um rei de paus significa um oficial do exército ou um mercador e um rei de ouros significa que a garota terá o homem que quiser.

6. Nikolai Pimonenko. Videncia natalina, 1888

Queimar uma folha de papel e examinar a sombra que forma é um modo simples e popular de prever o futuro, mas não está claro como essas imagens são interpretadas.

7. Konstantin Makóvski, Adivinhação de Natal, década de 1890

Em vilas, era muito comum usar um galo para prever o destino. Sementes ou dinheiro eram colocados em um prato e água em outro. Um espelho era colocado próximo e uma galinha era trazida. Se o galo andasse até o espelho então o futuro noivo seria bonito e carinhoso, mas se o galo escolhesse as sementes o noivo seria rico. Se o galo se aproximasse da água acreditava-se que o homem beberia muito, enquanto se o galo fosse em direção à galinha o homem seria um mulherengo.

8. Konstantin Vassíliev. Adivinhando o futuro, 1966

Velas eram um dos objetos mais populares para adivinhar o futuro. O costume estava obviamente ligado à falta de eletricidade e à noite. Em “Svetlana”, Jukóvski descreve a técnica: uma garota sentada sozinha no escuro, em um quarto silencioso, coloca dois espelhos um na frente do outro e duas velas em cada lado dos espelhos. Ela diz em voz alta “meu prometido, apareça para mim” e começa a olhar nos espelhos procurando imagens do futuro marido. Às vezes, ele aparecia rapidamente, mas as garotas geralmente passavam horas esperando.

9. Iúri Sergueiev. Diversão adivinhando o futuro, década de 1990

Ler o futuro ainda é uma atividade popular na Rússia, especialmente entre estudantes, apesar de não ser levada muito a sério nos dias de hoje. Séries de televisão como “Charmed” deixaram muitas pessoas interessadas em magia e influenciaram muitos a experimentar diferentes tipos de jogos, como o Ouija.

10. Simon Kozhin.  Lendo o futuro em Sviátki, 2008

Um dos modos mais fáceis de ver o futuro é colocar vários itens em uma bolsa e retirá-los sem olhar. O objeto escolhido simboliza sua vida no próximo ano. Açúcar representa felicidade; um anel, casamento; cebolas, lágrimas; dinheiro, prosperidade. Você pode colocar qualquer objeto com significado na bolsa.

Se você quiser saber mais sobre o mundo das tradições eslavas, leia "Para quem rezavam os eslavos antigos antes de o cristianismo chegar à Rus?"

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies