Nicarágua compra novo lote de vacinas Sputnik V e Sputnik Light

Reuters
Contrato prevê fornecimento de medicamentos russos até o final de 2021.

O governo da Nicarágua assinou um novo contrato com o Fundo de Investimento Direto da Rússia (FIDR), responsável pelas exportações de medicamentos russos, para importação das vacinas russas Sputnik V e Sputnik Light até o final do ano, segundo a agência de notícias russa Tass.

O contrato deve "garantir a implementação do plano de vacinação da população do país contra o coronavírus", segundo o governo do país latino-americano.

As partes não especificaram, porém, o valor do contrato, o volume e o prazo de fornecimento dos imunizantes russos.

A Nicarágua já está realizando a vacinação da população com a Sputnik V, mas a Sputnik Light ainda não foi aplicada ali.

A Sputnik Light é uma vacina russa “leve” contra covid-19, que foi registrada pelas autoridades médicas da Rússia em 6 de maio de 2021.

De acordo com Aleksandr Ginzburg, chefe do Centro Gamaleya, que desenvolveu a vacina, essa versão “leve” da vacina pode imunizar uma pessoa em três semanas — mas também tem tempo de proteção menor, que dura entre 3 e 5 meses. Segundo ele, o principal objetivo da versão “light” é diminuir a mortalidade por covid-19 em países onde a média diária de mortos continua alta.

Anteriormente, o governo da Nicarágua anunciou que pretende imunizar 2,8 milhões de pessoas com diversas vacinas contra o coronavírus. A população do país é de 6,5 milhões de pessoas.

De acordo com o Ministério da Saúde da Nicarágua, desde o início da pandemia, foram registrados 12.153 casos de infecção e 201 mortes no país. Segundo dados independentes, o número de pessoas infectadas na república ultrapassou 25 mil, enquanto o número de vítimas de pandemia é de 4.531.

LEIA TAMBÉM: Argentina produz mais de 5 milhões de doses da vacina Sputnik V

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies