Índia participará de ensaios clínicos de vacina russa contra coronavírus

Pavlo Gonchar/Global Look Press
A Controladoria Geral de Medicamentos da Índia autorizou o Fundo de Investimentos Diretos da Rússia (FIDR) e a empresa farmacêutica indiana Dr. Reddy's Laboratories a realizar a segunda e a terceira fases de ensaios clínicos vacina russa Sputnik V contra covid-19.

Em setembro passado, A Rússia e a Índia fecharam um acordo para trabalhar em conjunto na criação de uma vacina contra covid-19. Para tanto, Moscou se comprometeu a fornecer à Índia 100 milhões de doses da Sputnik V, vacina já registrada na Rússia.

"Temos o prazer de colaborar com as autoridades reguladoras indianas e forneceremos os dados de segurança e imunogenicidade da vacina obtidos durante a terceira fase de testes clínicos na Rússia e os resultados dos testes da Sputnik V na Índia", declarou o diretor do FIDR, Kirill Dmítriev.

Anteriormente, Dmítriev declarou que os testes da Sputnik V na Rússia seriam conduzidos em 40.000 voluntários, 10.000 dos quais receberão um placebo. Os ensaios clínicos também serão realizados no Brasil, Bielorrússia, Oriente Médio, Índia e México, entre outros países.

A Sputnik V, é a primeira vacina contra o coronavírus registrada no mundo. Desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, a vacina usa um vírus portador que entrega o gene do coronavírus nas células, onde se desencadeia uma resposta imunológica.

LEIA TAMBÉM: O que sabemos sobre a vacina Sputnik V conforme publicado no “The Lancet”

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies