Ossos gigantescos de mamute são descobertos em depósito de petróleo e gás no Ártico russo

Erwann Pensec
Este é o segundo achado do gênero em 2020.

Fragmentos de esqueletos de mamutes foram descobertos em uma das operações da gigante do petróleo e gás Gazprom na Península de Iamal, no norte da Sibéria.

De acordo com informações publicadas no site da petroleira, funcionários do depósito no vilarejo de Nóvi Port acharam um pedaço de crânio e uma presa de mamute enquanto trabalhavam em uma pedreira. Os trabalhadores iniciaram então a busca por novos restos do animal extinto.

Fotos dessas descobertas foram enviadas a especialistas para avaliar seu valor científico. Os ossos permanecem, por recomendação dos pesquisadores, protegidos no mesmo local da descoberta.

“Esta é a segunda descoberta do gênero em 2020, feita no território de Iamal. Em julho, os restos mortais de um mamute foram encontrados em Seiakha, às margens do Lago Petchevalavato, e agora nas proximidades da aldeia de Nóvi Port. Esta é uma boa notícia para os cientistas da nossa região, esperamos que juntos possamos encontrar mais respostas às perguntas que a história nos deixou”, afirma Andrei Kugaievski, presidente da Administração do Distrito de Iamal.

LEIA TAMBÉM: Filhote pré-histórico é descoberto na Sibéria

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies