Rússia começa a desenvolver ‘carregador’ espacial de satélites

Legion Media
Novas sondas espaciais poderão utilizar feixe de laser para recarregar baterias de satélites e aumentar seu tempo útil em órbita.

No final de maio de 2020, o departamento de investigação e apoio das tecnologias avançadas do Ministério da Defesa da Rússia começou o desenvolvimento do projeto de reabastecimento remoto dos satélites em órbita.

O projeto do grupo de pesquisas da Corporação Energia baseia-se na ideia de recarregar os objetos espaciais a distância com um canhão eletromagnético.

O conceito do projecto prevê lançamento ao espaço próximo de um grupo de satélites de reabastecimento que servirão como repetidores da energia recebida das estações na Terra, ou que será gerada por meio de painéis solares. A energia acumulada será retransmitida para os satélites por meio de um feixe de laser.  

"Os futuros satélites-reabastecedores do projeto se parecem com discos voadores. No módulo de instrumentos dos satélites está localizado um sistema de controle, baterias e um carregador de impulsos baseado em um supercapacitor, um dispositivo que é em elo intermediário entre baterias e capacitores", explica o analista militar Dmítri Safonov.

Segundo ele, os reabastecedores não serão um motor eterno para os satélites em órbita. "Eles apenas permitirão prolongar a vida útil dos objetos espaciais, especialmente em áreas de sombra, mas não afetarão o desgaste das peças dos satélites", completou Safonov.

LEIA TAMBÉM; Como é a espaçonave russa SOYUZ – a principal rival da Crew Dragon?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies