Brics criarão sistema de alerta precoce de riscos biológicos

AP
Os cinco países facilitarão intercâmbio de medicamentos, vacinas imunobiológicas, equipamentos médicos e ferramentas de diagnóstico do coronavírus.

O Ministério da Saúde da Rússia realizou uma videoconferência entre os altos funcionários dos países do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) sobrea  ajuda mútua na luta contra a pandemia de coronavírus e a criação de um sistema de alerta precoce de riscos de ameaças biológicas, segundo a agência de notícias russa Tass.

"As partes discutiram a viabilidade do uso dos fundos do Novo Banco de Desenvolvimento do Brics para financiar projetos conjuntos de segurança da saúde da população dos cinco países, de prevenção de ameaças biológicas e eliminação das suas conseqüências", lê-se em comunicado do Ministério russo.

Os representantes do Brics também concordaram em fortalecer o controle e o diagnóstico do coronavírus e buscar em conjunto novos métodos eficazes para tratar os pacientes com a covid-19. 

"Hoje queremos não apenas discutir os resultados da luta contra a pandemia de covid-19, mas também determinar as ações futuras no campo de doenças infecciosas. Devemos fortalecer nossa cooperação no desenvolvimento de métodos sustentáveis e de baixo custo para testar doenças infecciosas, para vacinação e para pesquisas globais", declarou o vice-ministro da Saúde da Federação Russa, Oleg Gridnev.

Os países também concordaram em criar condições favoráveis para o intercâmbio de medicamentos, vacinas imunobiológicas, equipamentos médicos e ferramentas de diagnóstico do coronavírus.

LEIA TAMBÉM: Rússia usa tecnologia militar de ponta para combater a pandemia de covid-19

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies