Rússia realizará maiores exercícios militares desde 1981

Sergey Pivovarov/Sputnik
Mais de 300 mil soldados, 40 mil veículos militares e milhares de aeronaves participarão de simulação de batalha no território russo no 'Vostok-2018', o maior exercício dos últimos 40 anos.

Entre 11 e 17 de setembro, o Ministério da Defesa russo realizará os maiores exercícios militares desde 1981, quando colocará um terço de seu exército (cerca de 300 mil pessoas) em pontos de operações militares entre Moscou e a Península de Kamtchatka, no Extremo Oriente do país.

"Os exercícios contarão com a presença das tropas do Distrito Militar Central e do Leste, da Frota do Norte, das Forças Aerotransportadas e das Forças de Aviação Aeroespacial de longo alcance, táctico-operacional e de transporte militar”, declarou o chefe do Estado Maior, general do exército Valéri Guerássimov.

No total, mais de mil aeronaves (caças, bombardeiros estratégicos, helicópteros e pequenos drones), cerca de 36 mil tanques (desde os T-72 até os mais recentes Armata T-14), veículos blindados e veículos de combate de infantaria participarão das manobras, que foram batizadas de “Vostok 2018” (em português, “Leste 2018”).

Tanque Т-72B

As tropas terrestres receberão apoio não apenas aéreo, mas também dos mares ao longo de todo o território da Rússia. Assim, cerca de 90 navios militares e civis das frotas do Norte e do Pacífico irão se juntar à simulação de batalha.

Segundo o chefe do Estado Maior, o principal objetivo dos exercícios é melhorar a interação entre todos os tipos de tropas russas.

Além disso, é necessário verificar o potencial de mobilização do exército e praticar a transferência urgente de grandes formações de uma região a outra. Assim, as tropas terrestres terão que superar mais de 7 mil quilômetros e os navios deverão estar prontos para cobrir até 4 mil milhas náuticas.

O Ministério da Defesa também pretende dividir o exército em duas partes. Uma delas simulará um ataque ao território da Rússia ou a um Estado fictício, enquanto a outra protegerá as fronteiras. A locação exata dos exercícios só será revelada às véspera das manobras, em 11 de setembro.

A pasta também se recusou a divulgar os custos da operação. Mas, segundo uma fonte no exército que não quis ser identificada, a realização das manobras estava inclusa no orçamento militar de 2018.

Helicóptero Mi-8 russo.

O único exercício militar da história moderna equiparável às manobras da "Vostok 2018" é o "Zapad-81" (em português, “Oeste-81”), realizado entre 4 e 12 de setembro de 1981 não apenas em território soviético, mas também em diversos outros países do Pacto de Varsóvia.

O “Zapad-81” foi organizado com o intuito de demonstrar à Otan que o Exército Soviético podia derrotar inimigos sem o uso de armamento nuclear e para testar os novos sistemas de controle e munições guiadas com precisão das Forças Armadas.

Assista à transmissão on-line das manobras "Vostok 2018" de um dos locais dos exercícios, no Extremo Oriente russo, no site do Ministério da Defesa da Rússia.

Anunciar: https://br.rbth.com/ciencia/80817-pode-acontecer-exercito-russo-teste-descubra

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies