Os aviões gigantescos da Rússia e da URSS

Modelos pioneiros e capazes de transportar cargas superpesadas fizeram história em guerras, missões humanitárias e até no show de Michael Jackson.

Iliá Muromets 

Iliá Muromets foi uma aeronave russa projetada e construída por Ígor Sikorski pouco antes da Primeira Guerra Mundial, em 1913. Batizada em homenagem a um personagem da mitologia eslava, foi a primeira aeronave de quatro motores do mundo – e também o primeiro avião de passageiros. Ao contrário de seus antecessores, tinha uma área de passageiros confortável – e separada da cabine – com algumas camas e um banheiro. Os passageiros podiam até sair e permanecer na asa inferior.

Iliá Muromets como bombardeiro

Desde os primeiros voos, no final de 1913, o Iliá Muromets quebrou vários recordes mundiais. Em fevereiro de 1914, subiu aos céus com 16 pessoas e um cachorro, somando, no total, um peso de quase 1300 kg (duas vezes mais do que qualquer outro avião antes). Uma vez iniciada a guerra, foi transformado em aeronave militar e, em dezembro, vários Iliá Muromets formaram o primeiro esquadrão de bombardeiros.

TB-3

Projetado em 1930, o bombardeiro TB-3 (Bombardeiro Pesado-3) era um avião enorme com quatro motores. Durante a Segunda Guerra Mundial, foi usado como bombardeiro, bem como avião de carga. O TB-3 também participou de um projeto especial chamado Zveno (“elo de cadeia”), no qual foi transformado em uma nave-mãe portando caças que, na época, eram, na maioria das vezes, convertidos em bombardeiros. Havia de dois a cinco desses aviões. O conceito foi bem-sucedido no primeiro período da guerra, quando Zveno foi usado para bombardear objetos estratégicos na Romênia, que era então um das aliadas de Hitler. 

Maksim Górki

Na década de 1930, a maior aeronave do mundo foi a Maksim Górki. O avião, projetado pelo escritório Tupolev, tinha 8 motores, uma envergadura de 63 metros e podia acomodar até 70 passageiros. A aeronave recebeu o nome do escritor russo Maksim Górki e bateu vários recordes mundiais ao transportar as cargas mais pesadas. Também foi projetado para espalhar propaganda e, por isso, equipado com um poderoso aparelho de rádio chamado “Voz do Céu”. Seu primeiro voo foi realizado em 1934, mas acabou sendo destruído bem no ano seguinte em um acidente durante um voo de demonstração; o avião de combate que o acompanhava colidiu contra o Maksim Górki, causando a morte de 49 pessoas a bordo. 

An-22 ‘Antei’

O Antonov An-22 “Antei” é a maior aeronave movida a turbopropulsão até hoje. Foi desenvolvido pelo escritório Antonov em meados da década de 1960 e permaneceu em produção até meados dos anos 1970. Desenvolvido para transporte militar das Tropas Aerotransportadas soviéticas, acabou sendo usado extensivamente em missões humanitárias. Apesar de seu tamanho enorme (foi a primeira aeronave de fuselagem larga soviética), pode decolar de pistas não pavimentadas e curtas. Os An-22 surpreenderam os visitantes do Show Aéreo de Paris de 1965, pois era a primeira vez que viam um avião capaz de transportar 60 toneladas por até 5.000 km.

An-124 “Ruslan”

O An-124 “Ruslan” é outro avião Antonov e a maior aeronave de transporte militar do mundo. Nos anos 1980, era o avião de carga mais pesado do mundo. Foi projetado para transportar partes de lançadores de mísseis balísticos e outros itens extraordinariamente gigantescos para projetos de construção civil. As aeronaves Ruslan também foram utilizadas para transportar 140 toneladas de equipamentos de som para o primeiro show do Pink Floyd em Moscou em 1989, e ainda mais – 310 toneladas – para a apresentação de Michael Jackson na Rússia, no início dos anos 1990. De tempos em tempos, aparecem na Rússia relatórios sobre a possibilidade de retomar a produção do Ruslan (que deixou de ser fabricado em meados de 2000), porém, o fato de o escritório estar localizado na Ucrânia dificulta a retomada.

Tu-160

O Tu-160 é a maior e mais poderosa aeronave supersônica militar do mundo. É também o mais rápido bombardeiro estratégico e possui asas de geometria variável. Na Rússia, é apelidado de ‘Cisne Branco’, enquanto a OTAN se refere a ele como “Blackjack”. Projetado na década de 1980, o Tupolev Tu-160 compõe a espinha dorsal da força aérea estratégica russa. 

An-225 ‘Mria’

Construído em meados dos anos 1980, o Antonov An-225 ‘Mria’ continua sendo o maior avião do mundo. Ele detém o recorde mundial de transporte aéreo de 253 toneladas de carga. Esse avião foi projetado para transportar propulsores de foguetes e a espaçonave Buran para o programa espacial soviético. Apenas uma dessas aeronaves foi construída, e agora está situada na Ucrânia, lar do escritório Antonov.

Confira também o Tu-104A que ficou à própria sorte por 30 anos e agora ganhou vida nova graças a uma cientista.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais
Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies