Rússia exibe novo ‘navio robótico’ no Dia da Marinha

Alexey Danichev/Sputnik
País celebrou história marítima e exibiu veículos de alta tecnologia durante parada anual, no último domingo (29).

O desfile do Dia da Marinha é um dos principais eventos do ano na capital do norte da Rússia, São Petersburgo, e cidades costeiras por todo o país.

No último domingo (29), cidadãos russos e convidados estrangeiros testemunharam enormes navios de guerra em uma “dança nas águas”. Os espectadores acompanharam o disparo de canhões de 200 anos nos céus dos mares em todo o país.

A maior reunião de navios se deu em São Petersburgo.

Às 10 da manhã, a cidade foi despertada ao som de navios, jatos e helicópteros, acompanhados por canhões da Fortaleza Petropavlovskaia, bem como por milhares de marinheiros marchando em uniformes brancos.

Mais de 40 navios, 38 aviões de combate, helicópteros e 4.000 recrutas participaram do desfile em São Petersburgo.

As pessoas tiveram a chance de observar as maiores e mais poderosas máquinas aquáticas da Frota do Norte, bem como as novas adições da Marinha, incluindo a fragata Almirante Gorchkov, o navio de desembarque Ivan Gren e a corveta Uragan, de classe Karakurt, além do primeiro barco robótico da Rússia.

As embarcações deslizaram em fileira a uma velocidade de 9 nós (cerca de 17 km/h). 

Nos anos anteriores, todos os navios e submarinos ficavam estacionados ao longo da costa durante o desfile, em vez de se moverem como nos dias de hoje.

Veja abaixo mais fotos do evento:

Apesar das conquistas, acontecimentos trágicos do início do século 20 foram um golpe duro para a Marinha Imperial Russa. País perdeu seus melhores navios durante a Guerra Russo-Japonesa e os que sobreviveram foram destruídos durante a Primeira Guerra Mundial e a Guerra Civil Russa.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies