Angará passará por 10 testes de lançamento até 2020

Angará instalado na plataforma de lançamento em Plesetsk Foto: Anton Novoderejkin/TASS

Angará instalado na plataforma de lançamento em Plesetsk Foto: Anton Novoderejkin/TASS

Antes de iniciar a produção em série do lançador, Rússia planeja conduzir diversos testes não tripulados. Brasil negocia criação de futuro complexo de lançamentos para o porta-foguetes na base de Alcântara.

A Rússia planeja conduzir 10 testes de lançamento com o Angará ​​ao longo dos próximos anos, segundo Aleksandr Medvedev, construtor responsável por esse veículo lançador no Centro Khrúnitchev, em Moscou.

“Pretendemos concluir os lançamentos de teste a partir do cosmódromo de Plesetsk até 2020 e então iniciar a produção em série dos Angará”, disse Medvedev à agência de notícias Tass.

Segundo ele, o primeiro lançamento do porta-foguetes, programado para 2021, partirá da base de lançamento Vostótchni.

“Pretendemos realizar em 2021 o primeiro lançamento do porta-foguetes Angará-5, que poderá colocar cosmonautas em órbita”, disse Medvedev.

Na terça-feira (28), o construtor anunciou também que Rússia e Brasil estão conduzindo negociações para criar um complexo de lançamentos para o porta-foguetes Angará na base de Alcântara, no Maranhão.

Publicado originalmente pela agência de notícias Tass

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.

Leia mais