As 10 mais belas igrejas que misturam barroco e budismo na Sibéria

Legion Media
A Sibéria se destaca como um mundo à parte na Rússia, com suas próprias regras, mentalidade e, claro, arquitetura.

O barroco chegou à Rússia no finalzinho do século 17 e atingiu seu auge no século 18. Em solo russo, seus princípios arquitetônicos passaram por alguns ajustes em Moscou e São Petersburgo, enquanto na Sibéria foram completamente transformados sob a forte influência asiática local. Por exemplo, as igrejas na Sibéria apresentavam vários ornamentos e motivos orientais: arcos em forma de línguas em chamas, rodas do darma, stupas budistas e flores de lótus.

1. Igreja da Exaltação da Cruz Preciosa e Vivificante, em Irkutsk

Irkútsk fica na fronteira com a Buriátia, onde a religião dominante é o budismo. No século 18, era também um cruzamento movimentado de rotas comerciais com a China. Esta igreja, ornamentada com tijolos vermelhos e construída na segunda metade do século 18, é um dos exemplos mais marcantes do barroco siberiano. Ela tem todos os elementos típicos deste estilo. Em primeiro lugar, estão suas numerosas cornijas “flamejantes”, cuja forma se assemelha aos contornos de stupas budistas (como a que está acima da porta do meio, na foto abaixo).

Além disso, na mesma foto, a imagem no medalhão de terracota no canto superior direito é a da roda do darma budista, segundo especialistas.

2. Catedral da Epifania, em Irkútsk

Eis outra igreja de Irkútsk em estilo barroco siberiano. As cores vivas desta catedral de meados do século 18 lembram templos asiáticos e são bastante fora do comum para igrejas russas.

3. Igreja da Trindade, em Irkútsk

Mais um exemplo muito significativo de Irkútsk. Na foto à esquerda, podem-se ver vários arcos em forma de quilha (ou “flamejantes”) sob a cúpula e cornijas perfuradas. O tipo de decoração ogival acima da entrada da igreja, como podemos ver na foto à direita, só é encontrado no barroco siberiano.

4. Igreja de Zacarias e Isabel, em Tobôlsk

Tobôlsk foi uma fortaleza fundamental durante a exploração russa da Sibéria e, por muito tempo, considerada capital da região. A cidade também estava nas rotas comerciais entre a Ásia e São Petersburgo.

As amplas abóbadas “achatadas” desta igreja assemelham-se às dos templos budistas, e há cornijas “flamejantes” acima das janelas, à moda oriental.

5. Mosteiro da Santíssima Trindade, em Tiumên

As igrejas barrocas de um dos mosteiros mais antigos da Sibéria foram construídas no início do século 18. Cornijas "flamejantes" e cúpulas achatadas são claramente visíveis na Igreja da Trindade (à esquerda) e na Igreja de Pedro e Paulo (à direita).

6. Catedral de Intercessão, em Krasnoiarsk

Uma das igrejas mais antigas ainda em pé em Krasnoiarsk, esta catedral foi construída no final do século 18. O edifício de tijolos vermelhos com um tambor alongado e cúpula tem rica decoração, com ornamentos em forma de stupa budista e lótus.

7. Catedral de Santo Odiguitrievski, em Ulan-Ude

Ulan-Ude é a capital da Buriátia, um dos principais centros budistas da Rússia, cuja atração mais conhecida atualmente é o Ivolguinsky Datsan. Mas, em meados do século 18, esta era uma cidade provinciana da Sibéria e se chamava Udinsk, fundada por colonos russos para coletar impostos das tribos locais. A Catedral de Santo Odiguitrievski foi a primeira construção de pedra da cidade. Os motivos budistas estão presentes na decoração da catedral, assim como na forma de suas cúpulas e abóbadas.

8. IgrejadaRessurreição,emTomsk

Tomsk foi um importante centro de comércio de trânsito e, mais tarde, tornou-se uma parada da Ferrovia Transiberiana. Esta igreja tem muitos ornamentos de inspiração oriental e cornijas arqueadas.

Até mesmo o arco de entrada tem uma forma que não é típica da arquitetura das igrejas ortodoxas russas.

9. Igreja da Intercessão do Santíssimo Theotokos, em Khanti-Mansisk

Esta igreja foi construída no início do século 18 e exemplifica o barroco siberiano tardio: mais austero e com menos enfeites. A influência oriental pode ser notada na cúpula achatada e na forma da cúpula da torre do sino, claramente influenciada pela stupa budista.

10. Catedral da Santíssima Trindade, em Kansk

A pequena cidade de Kansk, situada em um afluente do rio Ienissei, foi construída como uma fortaleza na época da exploração da Sibéria. A Catedral da Santíssima Trindade, que foi erguida entre o final do século 18 e o início do século 19, foi a primeira construção de pedra da cidade. As formas da cúpula da torre sineira e das cúpulas decorativas lembram quase uma mesquita, mas o que há ali é também o barroco siberiano tardio.

LEIA TAMBÉM: Conheça a Calmúquia: único local da Europa em que o budismo é dominante

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies