Antiga fábrica de torpedos soviética resiste sobre ilha artificial no meio do mar

VadimUshKa/youtube.com
Edifício único foi abandonado pouco depois de construído no meio do Cáspio. Hoje é ponto de encontro de fotógrafos e aventureiros.

Esta fábrica soviética abandonada, pertencente às instalações da Dagdisel, era usada em sua época para fazer torpedos. Situada bem no meio do Mar Cáspio, vem atraindo fotógrafos, entusiastas de “parkour” e aventureiros ao Daguestão.

Наконец-то закрыл гештальт 8 летней давности и доплыл до заброшенного цеха завода Дагдизель, где с 1938 по 1966 год...

Publicada por Vitaliy Raskalov en Domingo, 20 de septiembre de 2020

Assim como a famosa prisão de Alcatraz nos Estados Unidos, a fábrica soviética é completamente cercada por água. No entanto, diferentemente de Alcatraz, a fábrica não foi construída sobre uma ilha.

A ideia de construir uma usina de torpedos no mar surgiu em 1934. O projeto previu a construção de uma base de cimento na costa, que depois seria transportada e ancorada a um conjunto de pedras.

No ano seguinte, a plataforma de cimento ficou pronta. Mas os engenheiros se deram conta de que a base artificial de pedra que deveria reforçar o fundo do mar não seria confiável o suficiente, a menos que perfurassem uma cavidade adicional no fundo do mar e só então a reforçassem com pedras.

Os especialistas começaram então a criar uma cavidade de 19 metros de comprimento, e o plano funcionou: a base de ferrocimento foi ancorada com sucesso ao fundo do mar. Assim foi possível construir uma fábrica sobre ela. Em 1939, a construção foi concluída, e a fábrica começou a produzir torpedos.

Como a nova instalação estava isolada do continente, os trabalhadores tinham que morar na plataforma. Havia “bairros residenciais” nesse lugar incomum, uma cantina e até mesmo uma biblioteca.

Quando as forças nazistas avançaram sobre o território soviético no início da Segunda Guerra Mundial, a produção de torpedos foi transferida para o Cazaquistão, mas retornou ao Daguestão em 1944, um ano antes do fim do conflito.

Mesmo assim, a fábrica não durou muito. Com os avanços tecnológicos, a usina não era mais adequada para testar torpedos, pois as águas ao redor eram rasas demais.

Em 1966, a fábrica da Dagdisel foi fechada, e seu valioso equipamento, removido. A construção foi abandonada no mar e começou a se desmantelar gradualmente.

Atualmente, o edifício em ruínas continua atraindo aventureiros, entusiastas de “parkour”, bem como fotógrafos e turistas radicais. O acesso à fábrica é possível de barco, embora seja difícil subir, pois todas as entradas estão em más condições.

VEJA TAMBÉM: ‘Cemitérios de tanques’ estimulam venda de veículos militares para fins civis

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies