10 cavernas russas perfeitas para se esconder da humanidade – e fazer turismo! (FOTOS)

Getty Images
Mergulhar na gruta subaquática mais longa ou nas gélidas formações de um vulcão ativo? Algumas dessas áreas remotas se tornaram atrações turísticas, enquanto outras são destinos mais radicais. Mas uma coisa é certa: elas são lindas!

10. O sonho de qualquer mergulhador

Você está de saco cheio dos mergulhos comuns? Os mergulhadores russos dizem que o melhor local para praticar o esporte no país fica nos Urais, perto da aldeia de Orda (região de Perm).

A caverna de Ordínskaia é a gruta subaquática mais longa da Rússia e a maior caverna de gesso subaquática do mundo. Apesar de não ser muito profunda (tem apenas 43 metros), seus lagos cobrem cerca de 4,5 quilômetros - e centenas de galerias de cavernas ainda estão esperando para serem descobertas!

Além dos labirintos submarinos, os mergulhadores enfrentam temperaturas muito baixas aqui, cerca de quatro a seis graus Celsius positivos. Mas isto ainda é mais quentinho do que o lado de fora dela no inverno!

9. Caixa de Pandora

Esta caverna, localizada na República de Khakassia, perto da pequena vila de Málaia Sia, ganhou o título de Caixa de Pandora, devido a seu complicado sistema de passagens subterrâneas.

Não é recomendado visitar a caverna sem ter um guia experiente, pois há um grande risco de que você não encontre o caminho de volta! Foram encontrados em sua pequena gruta, de 10 metros, vestígios de restos humanos e algumas cerâmicas e, em 1981, um grupo de espeleólogos descobriu ali 11 quilômetros de passagens. Cascatas de grutas, galerias de níveis diversos, lagos de cavernas, tem de tudo ali. Mas saída mesmo, só uma!

8. Fundo do oceano de um milhão de anos

Há milhões de anos, existiu um oceano chamado Tétis. Mas, após cataclismos naturais, seu fundo se transformou nas Montanhas Caucasianas e nas Cavernas Vorontsovskie. Este sistema de cavernas de 11 quilômetros de extensão é, hoje, um dos marcos mais populares da cidade turística de Sôtchi.

Quatro grandes cavernas têm 14 saídas e estão conectadas entre si. Ali, você encontrará conchas fossilizadas e muitos habitantes subaquáticos!

7. Caverna do Diabo Negro

Os moradores locais conhecem bem a caverna Kashkulakskaia, na República de Khakassia (localizada a 180 quilômetros da capital da região, Abakan). Eles acreditam que os visitantes indesejáveis ​​deste lugar sinistro são "amaldiçoados" com a loucura.

Nos tempos soviéticos, muitos entusiastas que não acreditavam no Diabo Negro tentaram a sorte, mas... Reza a lenda que, em 1960, um grupo de 20 estudantes entrou na caverna e apenas duas meninas retornaram (e acabaram em um hospital psiquiátrico).

Seis meses depois, 30 pessoas mais bem preparadas visitaram a caverna e todos juraram que viram algo que os deixou loucos.

Ninguém sabe o que aconteceu lá dentro: talvez tenha sido apenas um resultado dos elementos extremos ou perda de orientação e claustrofobia debaixo d'água. Mas o fato é que as pessoas estavam loucas de medo!

6. A cratera "extinta"

A caverna "Proval" ("Fosso"), em Piatigorsk, foi descoberta no século 18. Até mesmo o escritor russo Mikhaíl Lêrmontov descreveu passeios noturnos a esta caverna como parte de um destino de férias em seus romances.

"De acordo com os cientistas locais, é exatamente onde a cratera do vulcão extinto está", escreveu ele em “Princesa Mary”. Dentro da caverna, há um lago de cor turquesa que, reza a lenda, tem propriedades mágicas de cura.

5. Caverna de Gelo Vulcânica

Um dos lugares mais incríveis do Kamtchátka é a caverna de gelo no vulcão ativo Mutnovski (a 80 quilômetros de Petropavlovsk-Kamtchatski). Após suas erupções, surgiram túneis inundados com água derivada do derretimento do gelo que posteriormente se transformou em formações congeladas de diversas cores. Simplesmente fantástico!

4. Garganta do Balrog

A caverna mais profunda da Rússia (com quase 900 metros) ganhou esse nome em homenagem a um personagem do Senhor dos Anéis. Em 1994, quando os espeleólogos desciam pelo estreito poço, sentiram que estar dentro da garganta do monstro de fantasia Balrog. A caverna fica localizada na República Karatchai-Tcherkessia.

3. Pátria do humano desconhecido 

Durante milhares de anos, a caverna Denissova, na região de Altai (a 250 quilômetros de Bisk) serviu de abrigo para os povos antigos. Um dos artefatos mais famosos descobertos ali foram os restos de um tipo desconhecido de humanos que ali viveram antes do Homo sapiens, cerca de 50 mil anos atrás.

Este ser, intitulado Denisovan, era provavelmente um parente do Neandertal. Pode-se encontrar vestígios desses antepassados ali: a caverna é uma atração turística popular e não é preciso equipamentos especiais para alcançá-la!

2. A caverna da longa caminhada

Com 62 quilômetros de extensão, a Caverna de Bótovskaia, na Região de Irkutsk, é a mais longa da Rússia. Ela foi descoberta por acaso quando um caçador seguia o rastro de um urso e achou a entrada. Dentro dela, há muitas passagens e galerias longas e complexas onde somente turistas com treinamento podem escalar.

1. Reino do Inverno Eterno

Grandes formações semelhantes a estalactites de gelo penduradas sobre sua cabeça, eternos blocos glaciais sob seus pés e lagos subterrâneos sem fundo: os tesouros congelantes dos Urais residem na caverna de gelo Kungur.

Este é, provavelmente, um dos destinos mais populares nos Urais e a mais antiga atração subterrânea da Rússia. A caverna é conhecida desde o século 18 e atrai muitos turistas com sua beleza congelada que não derrete nem no verão!

LEIA TAMBÉM: Anomalia geográfica permite ‘entrar’ da Estônia para a Rússia sem visto nem passaporte

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies