5 dicas para conhecer Saransk como se fosse um local

Vista da Praça Tissiatchelétia, em Saransk

Vista da Praça Tissiatchelétia, em Saransk

AFP
A capital da República da Mordóvia foi uma das sedes da Copa do Mundo de 2018 e tem entre suas atrações as esculturas de madeira de Stepan Erzia e um cinema do Gerard Depardieu

Se você está planejando visitar Saransk (512 quilômetros a sudeste de Moscou), prepare-se, pois a cidade tem muito a oferecer. Ela pode ser pequena se comparada a Moscou ou a São Petersburgo, mas sua hospitalidade e a vontade das pessoas de mostrar sua cultura aos turistas ficou comprovada durante a primeira fase da Copa, quando a cidade recebeu quatro jogos.

Verdade seja dita, a Mordóvia e sua capital, Saransk, não estão entre os destinos mais procurados da Rússia. Antes de ser uma das sedes do Mundial, a cidade era conhecida só por suas prisões (entre suas prisioneiras mais famosas está Nadezhda Tolokonnikova, integrante do grupo Pussy Riot, que esteve detida lá em 2013). Outro motivo que colocou Saransk no mapa foi o ator francês Gerard Depardieu, que tem cidadania russa e registro de residente na cidade. Ele inclusive renovou o cinema local.

A limpeza das ruas de Saransk, seus locais históricos e a simpatia das pessoas são uma grata surpresa. E com algumas dicas, a viagem ficará inesquecível e tirará sua visita à Rússia do lugar comum.

1. Visite o terraço da Universidade Estatal da Mordovia para uma vista panorâmica

Ao caminhar pelo centro rumo à praça Tissiatchelétia e à sua fonte musical, é impossível não notar um prédio que se parece muito com uma versão menor da Lomonosov, a Universidade Estatal de Moscou. É a Ogarev Universidade Estatal da Mordóvia. Entre e suba direto ao terraço para ter a mesma vista panorâmica que os pássaros têm da cidade. Dá para ver o estádio e uma fonte em forma de nota musical perto do Teatro de Ópera e Balé, todos difíceis de serem contemplados tão bem do nível da rua.

2. Veja as esculturas de Stepan Erzia no Museu de Belas Artes da República da Mordóvia

A poucos passos da universidade está o prédio verde do Museu de Belas Artes da Mordóvia, que tem uma ótima coleção de artistas locais e, principalmente, de Stepan Erzia (1876-1959), escultor famoso por seu trabalho em madeira.

Nascido em um povoado vizinho, ele adotou o pseudônimo "Erzia" como homenagem ao grupo étnico ao qual pertencia: Erzia é um subgrupo que faz parte dos Mordóvios. Seus trabalhos já foram expostos na Itália e na França e ele viveu na Argentina por alguns anos (1927-1950), onde se apaixonou pelas árvores locais, levando algumas consigo de volta à União Soviética. Ir à Saransk e não conhecer a arte de Stepan Erzia é como não ter ido. Portanto, separe uma ou duas horas para ver o trabalho impressionante desse escultor. Aproveite também as muitas pinturas coloridas que retratam a vida local e estão no museu.  

3. Conheça o passado da Mordóvia no Museu Tradições Locais

O povo da Mordóvia sempre viveu em uma relação harmônica com as outras nações russas, tanto que em 2012 foram celebrados mil anos dessa amizade. O passado é muito valorizado pelos habitantes da região e você pode conhecer mais sobre ele no Museu de Tradições Locais, que fica em frente ao Parque Pushkin, no Rio Saranka. É um dos poucos lugares para apreciar natureza local, aprender sobre as tradições da Mordóvia e sobre sua contribuição para a vitória na Grande Guerra Patriótica.

4. Provar a culinária local no restaurante Mordovskoie Podvorie

Basta atravessar a rua do Museu de Tradições Locais e você já verá a casa de madeira que abriga o Mordovskoie Podvorie, um restaurante onde é possível comer pratos tradicionais como o "medvezhya lapa", que literalmente quer dizer pata de urso, mas são na verdade bolinhos de carne; os "pelmeni de Mordóvia", bolinhos de massa recheados; "seiáanka", uma sopa local; e as fofas panquecas "pachat". Não perca a chance de conhecer sabores e tradições nesse local que comida, ambiente e decoração típicos da Mordóvia.

5. Veja um filme no cinema do Gerard Depardieu

Que tal conhecer o famoso cinema da cidade, que foi recentemente reformado pelo famoso ator francês? Depardieu recebeu cidadania russa em 2013 e se registrou como cidadão residente de Saransk. Muitos dizem que ele tem uma propriedade no centro da cidade, mas nunca foi visto por lá. Já uma verdade inconteste é que ele reformou o cinema Rossiya em 2016 que, desde então, passou a levar o seu nome. Os moradores agora podem ver filmes de Hollywood a um preço justo em uma sala confortável, em uma região um pouco mais distante, ao sul da cidade. Pegue um taxi no centro e em 15 minutos você estará na frente da telona.

Clique aqui para saber mais sobre os 12 estádios da Copa na Rússia.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies