Como escolher um hotel em Moscou (um guia para todas as ocasiões!)

Vista aérea da capital russa.

Vista aérea da capital russa.

Legion Media
Nós sabemos muito bem como escolher um hotel no Booking.com, com sua infinidade de ofertas de hotéis a diversos preços, pode gerar um enorme estresse. Por isso, preparamos um guia básico para auxiliá-lo na busca!

Não tenha medo de reservar um hotel que pareça estar um pouco mais distante do Kremlin. O que é preciso é se certificar de que haja uma estação de metrô nas proximidades.

Mesmo a partir das estações de metro mais distantes, leva cerca de 30 minutos para se chegar ao centro da cidade e, além disso, perto de muitas destas estações “longínquas” há parques de encher os olhos, como o Izmailovski ou o soviético VDNKh, ou mesmo locais históricos excepcionais ou museus.

Além disso, o metrô também é um local importante que merece ser apreciado. Confira um mapa interativo do metrô aqui.

  • Hotel Astrus– US$ 60 a US$ 150* (próximo à estação de Metrô Iúgo-Západnaia, na linha vermelha 1 do metrô);
  • Complexo hoteleiro em Izmailovo: AlfaBetaGammaVegaDelta, de US$ 40 a US$ 400 (cinco grandes hotéis de diversos níveis próximos ao enorme Parque Izmailóvski e à estação de metrô Partizánskaia, na linha 3 azul e no anel viário);
  • Holiday Inn Sokolniki(estação de metrô Sokôlniki, linha vermelha 1, próximo ao belo parque Solólniki), de US$ 60 a US$ 200;
  • Hotel Cosmos(próximo à estação de metrô VDNKh na linha laranja 6 e ao parque VDNKh, com seu museu espacial e oceanário), US$ 50 a US$ 220.

Se você estiver viajando para um grande evento esportivo ou musical:

Vista aérea do Estádio Lujniki.

Recomendamos veementemente que você busque informações com antecedência sobre eventos importantes como a Copa do Mundo da FIFA™. Os preços são bastante altos nestes períodos e os hotéis ficam lotados, por isso você pode ter que alugar um apartamento, o que nem sempre é garantia de um bom custo-benefício.

Se você precisa estar perto do Estádio Spartak:

Para o Estádio Lujniki:

Para o CSKA Arena:

Para o VTB Ice Arena:

Em viagens de negócios:

Setor empresarial Moscow City.

O melhor é, provavelmente, que você fique em algum lugar próximo ao escritório ou sala de conferências onde precisará trabalhar, ou ainda próximo a alguma estação de trem próxima aos trens Aeroexpress, que levam aos aeroportos:

  • Ibis Kievskaya: localizado na linha 3 azul é bacana se você precisar ir ao Moscow City ou ao Crocus City. Se você precisar ir ao aeroporto Vnúkovo, então a estação de trem Kiévskaia estará bem ali, com um trem rápido ao aeroporto, US$ 50.
  • Ali próximo fica o Radisson SlavyanskayaHotel, servido pelo metrô Kievskaia  e pela estação de trem de mesmo nome, US$ 100 a US$ 300;
  • O Novotel Moscowfica bem no Moscow City, a partir de US$ 80;
  • O Hotel Crocus Starfica a 15 a pé da estação de metrô Miakinino, do Crocus City Hall e do Crocus Expo. Ali próximo fica a pista de ski e snowboard indoor Snezh.com, a partir de US$ 70.

Se você quiser meter o pé na jaca na balada:

A área de Patriárchie Prudi.

Moscou tem uma vida noturna fervilhante e é possível achar baladas que funcionam 24 horas, sete dias por semana em quase todo lugar. Esses locais também têm uma enorme concentração de restaurantes e bares: Ulitsa Piatnitskaia, Patriarchie Prudi, Ulitsa Tverskaia e a área da antiga fábrica Outubro Vermelho.

 A melhor opção será escolher algo próximo para economizar dinheiro em táxis, já que o metrô de Moscou funciona das 5h30 até 1h.

Se você estiver em busca dos museus e da vida cultural da cidade:

Aivazovski na Galeria Tretiakov.

Se você está visitando Moscou pela primeira vez, saiba que as coisas mais importantes de se ver podem ser encontradas a uma distância de 20 minutos de caminhada uma da outra.

Há duas opções de áreas onde ficar. A primeira fica próximo ao Kremlin, ao Museu Estatal de História, ao Museu Púchkin de Belas Artes e ao Museu de Arte Multimídia. Neste caso, estes hotéis lhe cairão bem:

  • The National– a apenas 5 minutos de caminhada do Kremlin, de cara para a Praça Vermelha. Se você não tiver dinheiro para ficar aqui, tome o café da manhã no restaurante que ele abriga, o Dr. Jivago, pernoite a partir de US$ 270;
  • In Time Hotel, próximo ao Kremlin e à estação de metrô Biblioteca Lênin, de US$ 70 a US$100.

Opção número dois: se você peferir ir ao Museu Garage, no parque Górki, à Galeria Tretiakov e à Nova Tretiakov, então escolha um destes:

  • PresidentHotel, de US$ 90 a US$ 200;
  • Medea hotelna estação de metrô Novokuznetskaia, de US$ 90 a US$ 160.

À beira do rio:

Em uma das “sete irmãs” de Stálin fica instalado o Hotel Ukraina.

O rio Moscou pode não ser tão famoso quanto o Nievá, mas suas margens não são menos pictóricas.

  • O Swisshotel Krasnye Kholmyfica próximo à estação de metrô Paveletskaia e à casa de shows Dom Muziki, a partir de US$ 190;
  • O Riverside Hotel(a partir de $120) compartilha com o Radisson Royal (a partir de $270) um arranha-céu da era Stálin que anteriormente abrigou o hotel Ukraina. Próximo dali fica o píer de onde saem tours de barco pelo rio Moscou;
  • O Moscow Point Red October, está hoje no local que antes abrigava a fábrica Outubro Vermelho e é agora lotado de casas noturnas ao redor, de US$ 90 a US$ 170;
  • O Ivan Chai - hotel e café fica próximo ao parque Koloménski e à estação de metrô homônima, US$ 40 a US$ 60.

Se você é um viajante de luxo fodão:

Quarto com vista para o Kremlin no Baltschug Kempinski.

Estes hotéis dispensam apresentações: sua história e seus serviços são do mais alto nível. Mas eles não cabem em qualquer bolso. Celebridades estrangeiras, presidentes e xeiques ficam aqui:

*Todos os preços foram retirados das ofertas de verão do site Booking.com.

Anunciar: https://br.rbth.com/arte/viagem/2017/07/14/as-5-suites-mais-caras-de-moscou_803255

ou

https://br.rbth.com/viagem/80527-o-que-fazer-se-seu-voo-cancelado-atrasado

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies