Kulitch cruffin: uma versão moderna do icônico bolo de Páscoa russo (RECEITA)

Victoria Drey
Quando o tradicional kulitch eslavo pascal encontra o brioche, a mágica da culinária acontece! Tente esta receita para celebrar a Páscoa da Igreja Ortodoxa russa, no dia 2 de maio.

Saboroso e aerado, o kulitch eslavo é certamente o símbolo mais importante (e honestamente o mais delicioso) da maior festa da Igreja Ortodoxa. Como acontece com qualquer bolo favorito de um país, as numerosas receitas de kulitch pascal variam em ingredientes, modos de fermentar a massa etc.

Mas a variação mais impressionante é o chamado cruffin (que vem de croissant + muffin) kulitch. A receita surgiu na internet há alguns anos e logo se tornou um verdadeiro sucesso. Parece que o autor desse kulitch se inspirou em uma forma moderna de cruffin proveniente da Austrália e dos EUA há cerca de uma década.

Não é de admirar: a massa pascal multicamadas tem aparência e um sabor fantásticos. A ideia é que você siga uma receita básica de massa kulitch eslava, combinando-a com a técnica de brioche europeia para obter essas camadas de massa deliciosas dentro da massa.

Francamente, quando vi o kulitch em forma de cruffin pela primeira vez, fiquei um pouco cética sobre a possibilidade de conseguir essa massa deliciosa mantendo o autêntico sabor do kulitch. Felizmente, eu estava errada: esta receita de cruffin preserva o sabor característico da tradicional panificação eslava pascal que conheço desde que me lembro por gente. E mais: incrementa o sabor e a textura do kulitch tardicional ao adicionar uma generosa quantidade de manteiga na fase de moldagem do kulitch.

Outra coisa maravilhosa neste kulich é que ele fica perfeito com qualquer recheio: de frutas secas, frutas cristalizadas e nozes a canela, chocolate, cascas de frutas cítricas e basicamente o que você quiser. Hoje, uso um recheio mais tradicional - uma mistura de passas e bagas secas, mas sinta-se à vontade para experimentar.

Ingredientes:

Massa:

370 g de farinha;

110 ml de leite;

100 g de açúcar;

2 ovos;

7 g de fermento em pó;

40 g de manteiga;

1 colher de essência de baunilha;

½ colher de chá de sal.

Recheio:

150 g de frutas secas e bagas;

80 g de manteiga.

Modo de preparo:

  1. Comece preparando o recheio: coloque as frutas secas e as bagas em água quente e reserve por 10 minutos. Hoje, uso a mistura de uva passa amarela e preta e cranberry seca em proporções iguais. Escorra e espalhe as frutas sobre papel toalha - elas devem estar secas antes de serem acrescidas à massa.
  1. Agora comece a ativar o fermento: em uma tigela misture leite morno (não quente!), fermento em pó e uma colher de açúcar. Em 10 minutos, você notará que a mistura formará espuma e aumentará de volume - isso significa que o fermento está funcionando corretamente e a pré-massa está pronta.
  2. Enquanto isso, em uma tigela transparente, bata os ovos, o açúcar restante, o sal e a baunilha na batedeira. Sua mistura deve ficar clara e aerada.
  3. Adicione a farinha peneirada, a manteiga derretida já fria, a pré-massa e misture com uma espátula. Depois, continue amassando com as mãos ou na batedeira. Sempre tenha em mente que a quantidade de farinha depende de vários fatores, então recomendo adicionar cerca de 350 g no início e depois adicionar uma colher de sopa ou mais, se necessário.
  1. Sove por cerca de 10 minutos até obter uma massa macia, sedosa e não pegajosa. Coloque em uma tigela grande e limpa, cubra com filme plástico e deixe crescer em um canto aquecido por 1,5 hora.
  2. Espere até que a massa dobre ou até triplique de tamanho.
  3. Em seguida, amasse-a um pouco e divida em 3 partes iguais. Enrole-as, formando bolas.
  4. Usando uma bola de cada vez, abra com o rolo um pedaço bem fino em um retângulo, unte com 1/3 da manteiga amolecida e espalhe 1/3 do recheio de frutas secas sobre a superfície.
  1. Em seguida, enrole bem a camada, cubra com filme plástico e passe para outro pedaço de massa.
  2. Repita com os outros dois pedaços de massa e deixe os “rocamboles” descansarem por 5 minutos.
  1. Quando terminar com todos os 3 “rocamboles”, pegue o primeiro deles a ser montado e, usando sua faca mais afiada, corte-o longitudinalmente em duas tiras, deixando cerca de 2 cm do final intactos.
  1. Comece enrolando o primeiro fio de forma que todas as camadas fiquem visíveis; em seguida, repita com o segundo fio - gire ao redor do primeiro, subindo.
  2. Ao terminar, faça uma espécie de nó no topo. Transfira o kruffin com cuidado para uma forma e repita todo o processo com os dois “rocamboles” restantes.
  1. Cubra novamente o cruffin kulichi com filme plástico e espere mais uma hora. Asse a 200 graus Celsius por 5 minutos, depois reduza a temperatura para 180 graus Celsius e asse por mais 30 a 35 minutos. Se a parte de cima começar a queimar antes do tempo, cubra com papel alumínio e continue assando ficar pronto.

  1. A superfície do cruffin kulichi é tão espetacular que não há necessidade de cobri-la com merengue ou glacê de açúcar, as formas mais comuns de decorar a tradicional panificação pascal do país. Somente deixe o kulitch esfriar completamente, polvilhe generosamente com açúcar de confeiteiro e divirta-se. Priátnogo appetita!

LEIA TAMBÉM: Páskha de Chocolate, a Colomba Pascal russa

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies