Javoronki, os passarinhos veganos assados a la russa

Victoria Drey
O longo inverno russo termina... É hora de as mulheres assarem tortas e bolos macios!

No calendário eslavo, o dia 22 de março (aproximadamente o dia do equinócio vernal) é considerado o primeiro dia da primavera. Acredita-se que neste dia as aves migratórias voltam das terras do sul e trazem consigo o tão esperado calor. O rito de boas-vindas da primavera sempre foi um grande negócio na antiga Rus, começando com a semana da Máslenitsa e durando quase um mês inteiro.

As cotovias, ou “javoronki”, como os eslavos as chamam, tornaram-se o principal símbolo da primavera, e por isto havia uma tradição de se fazer cotovias em tortas e bolos. Esses “pássaros assados” eram presenteados às crianças, à família e aos amigos, ou simplesmente colocados nos peitoris das janelas para “chamar a primavera”.

Minha avó conta como sua mãe sempre assava javoronki no final de março e dava a ela e a seus irmãos. Com essas cotovias, eles subiam no telhado da casa em sua aldeia e gritavam poemas sobre a primavera. Na Rússia, o mês de março sempre teve mais a ver com o inverno do que com a primavera, por isso a tradição faz muito sentido para se conseguir algumas vibrações quentes.

Há, ainda, outra razão para assar essas massas pássaros: na tradição da Igreja Ortodoxa Russa, o dia 22 de março é o Dia dos Quarenta Mártires de Sebaste, vítimas de perseguições contra os cristãos.

Neste dia, os cristãos eslavos tradicionalmente cozinhavam tortas quaresmais sem ovos ou laticínios na forma de cotovias. As tortinhas de pássaros eram vistas como símbolos das almas dos quarenta mártires voando para Deus.

Basicamente, essas duas tradições populares e eclesiásticas não têm nada em comum, exceto as cotovias. Mas, de alguma forma, esses passarinhos se tornaram um símbolo do ato de fé dos mártires ortodoxos e do advento da primavera.

De qualquer forma, é um bom motivo para tentar fazer tortinhas tão espetaculares – que são muito mais fáceis do que parecem. Aliás, como os javoronki são uma espécie de tortinha de Quaresma, elas também são totalmente veganas.

Ingredientes:

300 g de farinha;

130 ml de água;

2 colheres de sopa de açúcar;

½ colher de chá de sal;

2 colheres de chá de fermento em pó;

40 ml de óleo vegetal;

Cravo para decoração;

Chá preto para pincelar.

Modo de preparo:

  1. Em uma tigela grande, despeje a água morna; adicione o açúcar, o fermento em pó e mexa até que o açúcar e o fermento se dissolverem completamente. Em seguida, adicione a farinha peneirada com sal e óleo vegetal e comece a bater a massa com um garfo e, depois, com as mãos. É crucial conseguir a consistência certa: ela deve estar firme, não pegajosa, mas ainda elástica, para que as "aves" mantenham a forma.

2. Continue a amassar por 7 a 10 minutos e adicione mais farinha se sentir que a massa ainda está muito líquida. Forme uma bola com a massa, coloque-a em uma tigela untada com óleo, cubra com filme plástico e deixe em um canto aquecido para crescer por cerca de 1,5 hora.

3. Quando a massa dobrar de tamanho, bata-a, volte a formar uma bola com ela e deixe-a descansar por mais 30 a 60 minutos.

4. Divida a massa em 8 partes redondas iguais, unte cada uma delas levemente com óleo e deixe sob uma toalha de cozinha limpa por 10 minutos para descansar.

5. Aqui vem a parte mais interessante: como moldar as cotovias. Pegue um pedaço de massa e faça uma cobrinha com as mãos. Pressione levemente a parte do meio para que as bordas sejam mais grossas do que o centro.

  1. Em seguida, dê um nó no pedaço de massa, formando a cotovia. Para "animar" o seu pássaro, faça uma cauda, ​​um bico pontudo e olhos com dois pequenos cravos - você pode substituí-los também por pequenos pedaços de uvas passas. Repita com todos os pedaços de massa.

7. Coloque suas lindas cotovias em uma assadeira coberta com um pedaço de papel manteiga; cubra suavemente com filme plástico e reserve para crescer por 20 minutos. Enquanto isso, faça um chá preto forte e doce e pincele generosamente sobre as cotovias antes de assar.

  1. Asse a 200 graus Celsius por 15 a 20 minutos, até dourar. Passe nas cotovias já prontas apenas algumas gotinhas de óleo vegetal para fazê-lqs brilhar e sirva.

Priátnogo appetíta!

LEIA TAMBÉM: 10 pinturas e textos que retratam a primavera russa

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies