“Não posso imaginar a repetição de Hiroshima”, diz Lavrov

Em entrevista a TV de Cingapura, premiê relembrou papel do Japão na manutenção da paz no pós-guerra.

Em entrevista a TV de Cingapura, premiê relembrou papel do Japão na manutenção da paz no pós-guerra.

MFA Russia
Declaração de chanceler foi resposta a questão de jornalista sobre relações Rússia-EUA

Em entrevista ao canal cingapuriano Channel News Asia, o ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguêi Lavrov, declarou não imaginar a repetição de uma tragédia como o bombardeio de Hiroshima, que completa 70 anos hoje.

O ministro falou sobre o assunto quando perguntado sobre a deterioração das relações entre Rússia e Estados Unidos.

"Não acho possível imaginar nada como a repetição da Segunda Guerra ou a tragédia de Hiroshima", disse.

O chanceler também disse que o episódio foi um "acontecimento horrível  na história mundial", feito "absolutamente sem necessidade".

Apesar disso, ele também afirmou que o governo japonês não deve esquecer sua responsabilidade internacional pela manutenção da ordem pós-guerra, começando pela inclusão de mudanças na Constituição do país que permitam que as forças armadas atuem no exterior.

"Não tenho dúvidas de que os japoneses entendem a herança histórica, que já não é tão brilhante. Acredito que o governo do Japão compreende a importância de apoiar as boas relações com todos os vizinhos", completou.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.

Leia mais