O lado belo do comunismo: pin-ups à moda soviética

O ilustrador russo Váleri Baríkin combina pin-ups com propaganda soviética. Originário de Nijni Novgorod, ele faz uma releitura dos cartazes que eram utilizados para despertar o senso de responsabilidade cívica dos cidadãos soviéticos. No lugar da literatura leninista e do maquinário pesado aparecem, contudo, garotas de seios avantajados e bebidas alcoólicas.
“Junte-se a nós no canteiro de obras!” Trabalhadores convidam garota para trabalhar com eles. A mostra “Pin-Up Soviética” está sendo apresentada na Galeria de Arte Contemporânea e Museu Erarta, em São Petersburgo, até 11 de março.  Estão em exposição 17 pôsteres de Váleri Baríkin.
“Compartilhe sua experiência de trabalho com os colegas de trabalho mais jovens!” As obras presentes na exposição, que apresenta uma fusão dos cartazes soviéticos com as pin-ups norte-americanas, são um gênero introduzido por Baríkin há dez anos.
“Não atrapalhe enquanto estiver dirigindo!” Não havia pin-ups nos tempos soviéticos. Por causa da devastação durante a Segunda Guerra Mundial, as mulheres russas dos anos 1940 e 50 foram ensinadas a ser duronas e a trabalhar pesado. A Rússia nunca teve a oportunidade de desfrutar os momentos felizes das pin-ups norte-americanas no período pós-guerra.
“Todo o salário deve ir direto para a esposa!” Fiel à natureza dos bons velhos tempos, Váleri Baríkin desenha as pin-ups de forma sensual, permanecendo apropriado à série original.
“Como você trabalhou hoje?” Trabalhador descontente com garota preguiçosa. O autor incorpora a estética das pin-ups norte-americanas aos pôsteres soviéticos, onde o personagem principal não é a imagem habitual de um construtor do socialismo, mas uma garota sensual.
“Jovem trabalhador, vá para a canteiro de obras!” A maioria das imagens foram feitas no computador. As figuras foram tiradas de mulheres reais de Nijni Novgorod e Kirov. Primeiro, as mulheres foram fotografadas, e depois as imagens foram editadas usando a técnica das pin-ups norte-americanas.
“Encanador! Garanta um trabalho de alta qualidade!” Os pôsteres com as pin-ups de Váleri Baríkin são famosos na Rússia. Suas obras ficaram expostas em todas as grandes cidades russas em conjunto com a exposição “Arte versus Geografia. Aliança Cultural”.
“Moscou está a um clique” / / As pin-ups tal como surgiram nos EUA. Trata-se do tipo comum de garota norte-americana, que foi modelo para milhares de pinturas criadas por grandes ilustradores entre o final dos anos 1930 e a década de 1960.
“Rumo a novos sucessos no trabalho!” Na União Soviética, os cartazes sociais retratando cidadãos felizes foram usados para transmitir mensagens importantes, desde advertências sobre os perigos do consumo excessivo de álcool até incentivar os trabalhadores a cuidar de suas ferramentas.

Este é o único cartaz que não retrata os tempos soviéticos. A icônica marca de esportes Adidas apareceu na Rússia após a queda da URSS. Os pôsteres de Baríkin podem ser comprados no próprio espaço da exposição. Eles vêm em diferentes tamanhos e custam entre US$ 300 e 800.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies