Como Lênin planejou aplicar o marxismo à Rússia

L. Golovanov
Ele liderou os bolcheviques à conquista do poder na Rússia. Mas qual era o plano?

Uma das principais forças que ajudaram os bolcheviques a conquistar o poder na Rússia foi a propaganda, e os trabalhos de Vladimir Lênin estavam no cerne disso. Seguidor dos ensinamentos de Karl Marx, Lênin tinha planos definidos para o desenvolvimento da Rússia após a Revolução. Tenha em mente que neste artigo, o Russia Beyond oferece uma versão aproximada e compreensível das filosofias leninista e marxista.

Como o marxismo via a sociedade se desenvolvendo

Em sua obra seminal “ O Capital”, Karl Marx elaborou a teoria das formações socioeconômicas. Essas formações eram tipos de sociedades, diferenciadas pelo tipo de propriedade, que, segundo Marx, se sucediam obedecendo às leis da evolução social e histórica (como ele as enxergava).

A sociedade pré-histórica foi seguida pela economia escravista, depois pela sociedade feudal, que evoluiu para a sociedade capitalista. A sociedade capitalista forma classes: a burguesia e o proletariado. Enquanto a burguesia detém os meios de produção e a receita oriunda deles, o proletariado é oprimido com tal finalidade. Bem, e o que viria a seguir?

Karl Marx em 1875

Embora as teorias de Marx tenham sido criadas em meados do século 19, Lênin as desenvolveu no início do século 20 e com um objetivo prático: tomar o poder na Rússia. Em suas obras, ele propunha decisões imediatas e violentas para iniciar a revolução proletária.

Após o fracasso da Revolução de 1848 na França (eventualmente, a monarquia foi restaurada), Karl Marx apoiava a ideia de que somente a cooperação e a ação legal do proletariado poderiam levar à formação de um governo verdadeiramente democrático. No prefácio da reedição de 1895 de “As Lutas de Classe na França, 1848 a 1850” (de Karl Marx), Friedrich Engels escreveu: “O tempo das revoluções, levado a cabo pela repentina tomada do poder por pequenas minorias conscientes à frente das massas inconscientes, passou."

A versão de Lênin do marxismo

Vladimir Lênin, pelo contrário, pensava que a revolução proletária deveria destruir a sociedade capitalista e que a revolução deveria ser conduzida por um pequeno grupo de pessoas. Nessa linha de pensamento, ele seguiu os narodniks russos e, em particular, Piotr Tkatchev, que escreveu: “O povo, entregue a si mesmo, não consegue fazer uma revolução social. Somente nós, a minoria revolucionária, podemos fazer isso, e devemos fazê-lo o mais rápido possível. ”

Lênin em Zakopan

“Dê-nos uma organização de revolucionários e vamos virar a Rússia de cabeça para baixo!”, escreveu Lênin em 1902 em seu panfleto “O Que Deve Ser Feito?”. Já em 1903, durante o 2º Congresso do Partido Operário Social-Democrata Russo, em Bruxelas, ele falou sobre o estabelecimento da ditadura do proletariado - um cenário em que o proletariado detém o poder político. Na opinião de Lênin, essa ditadura só poderia ser estabelecida pelo Partido Comunista.

Marx presumiu que a revolução socialista só seria capaz de prosperar nos países de indústria altamente desenvolvida onde existissem massas de trabalhadores organizadas e conscientes, que poderiam cooperar e negociar com as autoridades. Lênin teimosamente propagou que o proletariado deveria lutar pelo poder em todos os países. Em abril de 1917, durante a turbulência da Revolução, Lênin retornou da Europa a Petrogrado e publicou as Teses de Abril - as diretrizes para o Partido Bolchevique sobre as ações imediatas na Rússia.

A ideologia de Lênin antes e depois da revolução

Nessas Teses, Lênin afirmava que “a Rússia está passando para a segunda fase da revolução, que deve colocar o poder nas mãos do proletariado e das camadas mais pobres dos camponeses”. Ele também clamou por "uma república de sovietes de deputados operários, trabalhadores agrícolas e camponeses por todo o país, de cima a baixo". Após a tomada do poder, Lênin coordenou a liquidação total do Exército, da polícia e do funcionarismo público.

Até o Partido Bolchevique, escreveu Leon Trótski, “foi pego de surpresa por Lênin (...) não houve debate, todos ficaram pasmos” com o radicalismo das demandas. Cessação imediata da guerra, a entrega de terras aos camponeses e a nacionalização das indústrias mais importantes também estavam no programa de Lênin.

Como se sabe, após a Revolução Bolchevique de 1917, que ocorreu em 25 de outubro, os bolcheviques liquidaram o antigo aparelho estatal, nacionalizaram as terras, as fábricas, as minas, as ferrovias e outros meios de produção. O novo governo seria baseado no poder dos Sovietes - conselhos de trabalhadores que representavam a vontade do povo. O órgão governante supremo era o Congresso dos Sovietes de toda a Rússia.

Mas no estado de coisas que prevalecia na época, todo o poder foi naturalmente tomado pelo Comitê Executivo Central de toda a Rússia - um pequeno conselho dos mais altos membros do Partido Bolchevique que, de acordo com a Constituição da Rússia Soviética de 1918, trabalhava sem qualquer controle de quaisquer outros órgãos. O Conselho de Comissários do Povo, o novo governo, estava de fato sujeito às decisões do Comitê Executivo Central.

Depois de conquistar o poder na Rússia, Lênin e seus aliados bolcheviques mais próximos rapidamente construíram uma estrutura autoritária de governo para ajudar a lutar contra o movimento monarquista e a controlar a economia em ruínas. Lênin foi muito consistente em sua ideologia e ação - ele criou uma ditadura do proletariado, mas construiu um lugar para si mesmo e, posteriormente, para Stálin - como um ditador em tal contexto.

LEIA TAMBÉM: 7 motivos para nunca estudar russo (#sqn)

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies