7 forças aéreas (além da alemã) derrotadas pela URSS na Segunda Guerra; veja fotos

Pilotos soviéticos combateram mediterrâneos, nórdicos, balcânicos e japoneses.

1. Força Aérea Italiana

Macchi M.C.200 da Força Aérea Italiana na Ucrânia, 1941.

Contingentes aéreos italianos iniciaram ações militares contra a URSS no início de 1942, apoiando as operações alemãs na Ucrânia e na Crimeia. O Armir (Exército Italiano na Rússia) lutou até meados de 1943, quando Mussolini foi deposto, mas algumas de suas unidades foram transferidas para a frente do Báltico sob o comando alemão, onde realizaram missões militares até 1945.

2. Força Aérea Romena

Avião Messerschmitt Bf 109, da Força Aérea Romena em Stalingrado.

A Força Aérea Romena lutou junto com a Luftwaffe desde o avanço rumo a Ucrânia e Crimeia até a Batalha de Stalingrado, em 1943. Os romenos realizaram diversas missões de reconhecimento e patrulha sobre o Mar Negro junto com unidades búlgaras.

3. Força Aérea Húngara

Aviões Junkers Ju 86 da Força Aérea Húngara, 1942.

Em 27 de junho de 1941, a Hungria declarou guerra à União Soviética. No verão de 1942, uma brigada aérea húngara se uniu à Luftwaffe. Com a maioria de suas aeronaves obsoletas, a Hungria abandonou a Segunda Guerra Mundial em 16 de abril de 1945.

4. Força Aérea Finlandesa

Caça VL Myrsky da Força Aérea Finlandesa.

A Força Aérea da Finlândia, que usava uma suástica antes de os nazistas adotarem o símbolo, tinha uma mistura de aeronaves soviéticas, inglesas, alemãs e até norte-americanas, que foram usadas em combates contra a URSS na Guerra de Inverno (1939- 1940) e na chamada Guerra de Continuação (1941-1944).

5. Força Aérea Croata

Mato Dukovac, ás da Legião da Força Aérea Croata, e seu Messerschmitt Bf 109G-2. Dukovac abateu 44 aeronaves soviéticas.

Em meados de 1941, uma parte da Força Aérea do Estado Independente da Croácia, satélite da Alemanha nazista, começou uma ofensiva contra a URSS junto com a Luftwaffe, que criou a Legião da Força Aérea Croata.

Messerschmitt Bf 109G-2 de Mato Dukovac.

A Legião Croata consistia de um esquadrão de caças Messerschmitt Bf 109 e um esquadrão de bombardeiros Dornier Do 17.

6. Força Aérea Eslovaca

Caça biplano Avia B.534 da Força Aérea Eslovaca na Ucrânia, 1941.

A Força Aérea Eslovaca defendeu as Forças Terrestres do país, que invadiram a URSS junto com a Wehrmacht. Os obsoletos biplanos eslovacos foram substituídos por caças alemães, como o Messerchmitt Bf 109. As unidades aéreas eslovacas também participaram da insurreição nacional contra o governo colaboracionista em 1944.

7. Força Aérea Japonesa

Avião japonês Nakajima Ki-43 no Museu da Grande Guerra Patriótica, em Moscou.

A guerra entre a URSS e o Japão se iniciou em 8 de agosto de 1945, com a invasão de Manchukuo, um Estado fantoche do Império Japonês. As Forças Aéreas japonesas, com 1.800 aeronaves obsoletas e de treinamento, não conseguiram responder à ofensiva soviética e foram eliminadas em um curto período. No Museu da Grande Guerra Patriótica, em Moscou, ainda existem diversos aviões japoneses capturados em 1945.

LEIA TAMBÉM: Por que pilotos soviéticos bombardearam Berlim quando os nazistas estavam às portas de Moscou?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies