Como eram as ceias e os banquetes no Império Russo (FOTOS)

Dê só uma olhada nos jantares festivos, festas de aniversário e outras celebrações realizadas por russos de diferentes classes no início do século 20.

Na Rússia, é uma tradição convidar pessoas ou visitá-las levando consigo um presente. Veja como eram os jantares festivos em diferentes regiões do Império Russo, há mais de 100 anos.

Mesa festiva na datcha, década de 1910

Sempre havia muitas razões para um grande jantar, desde celebrações familiares de aniversários ou casamentos, até feriados religiosos.

Jubileu do ator Konstantin Varlamov, São Petersburgo, entre 1910 e 1915

Os anfitriões sempre preparavam os melhores pratos – e, muitas vezes, algumas receitas incomuns, que não podiam pagar no dia a dia.

Celebração de Máslenitsa, região de Oriol, 1903

No Império Russo, o principal feriado do ano era o Natal, não o Ano Novo, como hoje (eis o porquê). Eles decoravam a árvore de Natal, compravam presentes para crianças e, é claro, prepararam um jantar festivo – até os mais pobres.

E a mesa de Natal estava sempre cheia de delícias gastronômicas: caviar, tortas, peixe, saladas, vinhos, etc.

Autorretrato de fotógrafo amador perto da árvore de Natal, Iaroslavl, 1910-1913

Na Páscoa, as famílias russas assavam os tradicionais bolos kulitchi, consagrados na Igreja no dia anterior. Também havia sobre a mesa ovos pintados com casca de cebola, um doce de queijo com passas na forma de pirâmide chamado ‘paskha’, e bolos diversos – dependendo da riqueza e habilidades culinárias dos anfitriões.

Família sentada à mesa de Páscoa, região de Vladímir, década de 1900

No verão, as pessoas costumavam fazer jantares na datcha, as casas de campo. A mesa de jantar era levada para fora e coberta com uma toalha de mesa leve. O centro da mesa tradicionalmente pertencia a um grande samovar com chá.

Escritor Lev Tolstói com família e amigos na região de Tula, Iásnaia Poliana, 1888

Ainda hoje, os russos preferem chá a outras bebidas. Doces e conversas pessoais sempre serviram de acompanhamento. 

Compositor Piotr Tchaikóvski entre músicos na Geórgia, 1889

Para as famílias mais abastadas, essas festas eram apenas mais um motivo para mostrar sua riqueza. Eles podiam comprar comida cara da Europa e, na maioria das vezes, tinham cozinheiros para arrumar a mesa.

Jantar festivo na propriedade Penati, São Petersburgo, 1904-1909

Jantares de gala também eram comuns nos restaurantes da capital da Rússia. E os menus eram sempre muito elegantes. Experimente, por exemplo, o restaurante Máli Iaroslavets, na rua Bolshaya Morskaya, que acolheu escritores famosos, como Tchekhov, e sua sopa de sterlet (tipo de esrtujão) e o cordeiro com trigo sarraceno.

Jantar em homenagem ao 50º aniversário do Fundo Literário. Restaurante Máli Iaroslavets, São Petersburgo, 8 de novembro de 1909

Os jovens, como hoje, preferiam fazer jantares com música. Os convidados que tocavam violão e piano se tornavam as estrelas da noite.

Década de 1910

LEIA TAMBÉM: As rixas, bebedeiras e loucura da família Romanov

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies