Fotos surpreendentes mostram a São Petersburgo de finais do século 19 e início do 20

Karl Bulla
Como eram as ruas e canais da “Veneza russa”, então capital imperial russa, durante o reinado dos últimos governantes da família Românov?

1. Niévski Prospekt, década de 1900

Hoje, a principal via da antiga capital russa está coberta de asfalto, não é percorrida por bondes, mas por ônibus elétricos, e ainda tem muitos engarrafamentos. Mas eles já não são de cavalos, e sim de carros.

2. Niévski Prospekt, décadas de 1880-1890

Aqui está outra visão da principal rua da cidade. Você consegue ver o bonde? Este foi um dos primeiros meios de transporte público em Petersburgo, que surgiu em 1863. A linha ia da Praça da Revolução, ao longo de Niévski Prospekt, até a ilha Vassílievski.

3. Monumento a Nikolai I, décadas de 1880-1890

A estátua do imperador Nikolai 1° de uniforme completo sobre um cavalo foi erguida em 1859 e ainda permanece em frente à Catedral de Santo Isaac.

4. Bolsa de Valores, década de 1900

O centro da Ilha Vasilievsky é o edifício da Bolsa de Valores, projetado pelo arquiteto francês Jean-François Thomas de Thomon. No fundo, pode-se ver uma das famosas Colunas Rostrais, que tiveram uma função bastante prática no século 19: serviam como faróis para o porto.

5. Ponte da Trindade, década de 1900

Atualmente, a Ponte da Trindade é um dos pontos turísticos mais conhecidos da cidade: centenas de turistas se reúnem todas as noites para vê-la se erguer. Portanto, é difícil imaginar que na foto a ponte fosse uma novidade.

6. Catedral da Trindade Izmalovski, décadas de 1880-1890

Inicialmente, havia uma igreja do Regimento de Guarda Izmailóvski no local, mas ela foi seriamente danificada por uma enchente em 1824. Em seguida, uma nova igreja de pedra foi construída no lugar com dinheiro doado por Nikolai 1°. Ela foi inaugurada em 1835, mas, menos mais de um século depois, em 1938, foi fechada pelo governo soviético e assim permaneceu até o ano de 1990. Aliás, foi ali que Dostoiévski se casou com Anna Snitkina.

  1. Marginal do Rio Fontanka. 1880-1890

Próximo à catedral, corre o rio Fontanka, que foi uma fronteira natural no sul de São Petersburgo. No século 18, o rio pantanoso foi limpo e cercado por aterros de granito, a fim de fornecer água às fontes do Jardim de Verão. É daí que vem seu nome.

Hoje, muitos barcos turísticos percorrem o Fontanka, que também serve como rota principal para o Nievá.

8. Praça do Palácio, décadas de 1880-1890

Como você pode ver, a praça em frente ao Palácio de Inverno não mudou muito: há quase dois séculos, ela tem a Coluna Aleksandr no centro e serve como palco principal de desfiles militares.

9. Catedral de Santo Isaak, décadas de 1880-1890

Esta é uma das principais catedrais de São Petersburgo e levou quase 40 anos para ser construída. Ela foi inaugurada em 1858. Hoje há muito tráfego ao redor dela, mas já houve uma chiquérrima área de pedestres ali.

10. Pórtico do Novo Hermitage, décadas de 1880-1890

Um dos símbolos do Hermitage, os famosos Atlas foram instalados em 1851. Foi então que o edifício do Novo Hermitage foi concluído para abrigar tesouros da arte que não cabiam mais dentro do palácio. Aliás, até a década de 1920, a entrada principal do museu ficava ali.

11. Série de esculturas “Domadores de cavalos” na ponte Anitchkov, décadas de 1880-1890

Um dos destaques da rua Niévski Prospekt é a ponte de pedra Anitchkov, com as famosas esculturas de cavalos de Peter Klodt. Ela foi inaugurada em 1842 para substituir uma antiga ponte de pedra e madeira e foi preservada inalterada até os dias atuais.

12. Catedral de Kazan, décadas de 1880-1890

A catedral foi inaugurada em 1811 e mais tarde se tornou o principal repositório de troféus da guerra com Napoleão. Ela está associada a pelo menos duas grandes tragédias. Em 1905, a praça em frente à catedral foi palco do que ficou conhecido como Domingo Sangrento, quando soldados dispararam contra trabalhadores que faziam uma demonstração pacífica. Já em 1913, cerca de 34 pessoas foram mortas pisoteadas durante uma reunião dedicada ao 300º aniversário da dinastia Românov.

Estas e outras fotografias da cidade estão em cartaz em exposição do museu Centro de Exposições ROSPHOTO, em São Petersburgo, até 26 de janeiro de 2020.

Clique aqui para mais informações. 

LEIA TAMBÉM: Por que São Petersburgo é considerada a capital cultural da Rússia?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies