A história dos caminhões de bombeiro russos

Entre veículos, há alguns que mais parecem tanques de combate - mas, em vez de abrir fogo, eles o combatem.

O primeiro caminhão de bombeiros russo, projetado por Poitr Freze no início do século 20, deveria substituir os trens de combate a incêndio. Porém, foi construído apenas um caminhão deste tipo, que começou a circular pelas ruas de São Petersburgo em 1904.

Caminhão de bombeiros

O melhor caminhão de bombeiros do Império Russo era o D-24/40, projetado pela Russo-Balt, a principal empresa fabricante de automóveis do país. Durante a Primeira Guerra Mundial, estes caminhões foram transformados em carros sanitários e enviados para as linhas de frente.

Caminhão de bombeiros

Nos primeiros anos após a Revolução, o combate a incêndios na União Soviética estava em profunda crise. Havia apenas uma dúzia de caminhões de bombeiros no enorme território do país inteiro. Além disto, fecharam-se todas as fábricas de equipamentos de combate a incêndio na URSS.

Primeiro carro de bombeiros montado por bombeiros voluntários com peças de automóveis importados.

O governo soviético começou a resolver o problema apenas em 1926, quando surgiu o primeiro caminhão de bombeiros soviético, que podia levar até oito pessoas. Ele era baseado no primeiro caminhão soviético, o AMO-F-15.

Modelos posteriores, baseados nos caminhões YaG-4 e YaG-10, podiam transportar quatro vezes mais água do que o AMO-F-15 e uma tripulação de apenas quatro bombeiros.

YaG-4

Em 1934, a União Soviética projetou seu primeiro caminhão de bombeiros original, o ZiS-11, que não era baseado em outros modelos civis e foi desenhado especialmente para o transporte de equipamentos de combate a incêndios.

LEIA TAMBÉM: As dores e as delícias de ser um bombeiro na Rússia

Os bombeiros soviéticos adoravam este modelo devido ao seu motor, muito forte, que permitia usar quatro mangueiras simultaneamente. Um caminhão  ZiS-11 com 12 bombeiros podia combater um incêndio médio sozinho.

ZiS-11

Nos anos 1950 e 1960, a União Soviética começou a produzir vários tipos de veículos de combate a incêndios especializados, como um caminhão de bombeiros de aeroporto para a extinção de fogo em aeronaves ou veículos de reconhecimento que visitam territórios radioativos e poluídos.

Carro de bombeiros APPT, baseado no automóvel

O caminhão de bombeiros soviético mais conhecido é o AC-40 (130) -63B, projetado com base no ZiL-130 e que se tornou o símbolo dos bombeiros russos – além de além de ter sido o caminhão de bombeiros mais produzido da URSS. O Ministério das Situações de Emergência recebeu mais de mil unidades do AC-40.

O complexo e moderno automóvel de combate a incêndios conhecido como Gyurza não apenas extingue o fogo mas também tem equipamentos para cortar metal.

Gyurza

A partir da década de 1950, além dos caminhões de bombeiros tradicionais, a Rússia passou a usar veículos especiais de combate a incêndios projetados com base em tanques de combate e outros veículos blindados.

Um dos modelos mais recentes destes veículos especiais foi projetado com base no tanque T-80. Sua cabine blindada protege os bombeiros de balas e explosões.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies