Monumento a russo que decifrou o código maia é inaugurado no México

“No meu coração, sempre serei mexicano”, lê-se em inscrição no novo monumento

“No meu coração, sempre serei mexicano”, lê-se em inscrição no novo monumento

NTV
Escultura dedicada a Iúri Knórozov foi revelada em Mérida no último domingo (11). Rússia é convidada de honra de Feira Internacional do Livro de Iucatã.

Um monumento ao linguista e cientista russo Iúri Knórozov, que decifrou as antigas escrituras maias nos anos 1950 sozinho e sem ter estado no país latino-americano, foi inaugurado em Mérida, capital de Iucatã, no último domingo (11).

A escultura foi apresentada ao público no primeiro dia da Feira Internacional do Livro de Iucatã (FILEY), na qual a Rússia é convidada de honra neste ano.

O monumento, erguido na entrada do Centro de Convenções Século 21, ao lado do Grande Museu do Mundo Maia de Mérida, é uma criação do escultor Reynaldo Bolio Suárez, conhecido pelo apelido Pacelli.

Na obra, Knórozov aparece de pé e corpo inteiro, segurando um gato em seus braços; no lado oposto da estela estão as escrituras maias.

A escultura traz uma inscrição das palavras que o cientista disse durante a entrega da Ordem Mexicana da Águia Asteca: “Em meu coração, sempre serei mexicano”.

Segundo a discípula do cientista russo e diretora do Centro Mesoamericano da Universidade Estatal de Humanidades da Rússia, Galina Ierchova, o monumento faz o linguista “voltar ao México, onde o respeitam e amam”.

“A criação da obra levou meio ano, e materiais modernos foram usados para torná-la ​​resistente a temperaturas muito altas e outros efeitos”, disse a cientista à agência russa TASS, acrescentando que o financiamento partiu do Centro Mesoamericano.

Knórozov viajou para a América Central pela primeira vez em 1990. Por seu trabalho na investigação da cultura maia, o cientista recebeu a Ordem de Quetzal (1990), a mais alta condecoração da Guatemala, e Ordem da Águia Asteca (1994), no México. Em 2012, um monumento a Knórozov foi inaugurado em Cancun. 

Especial na FILEY

Este ano a Rússia é a convidada especial da Feira Internacional de Leitura de Iucatã (FILEY) e ocupa os pavilhões na entrada do salão principal de exposições. Ao longo desta semana, haverá exposições fotográficas, conferências e outros eventos no espaço dedicado aos russos. Será oferecida também uma oficina de matriochkas.

Lenda ou realidade? Leia mais sobre a história de Iúri Knórozov.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies