Paço Imperial do Rio de Janeiro recebe mostra de fotografia da União Soviética

"Avenida Kalinin", de Víktor Akhlomov.

"Avenida Kalinin", de Víktor Akhlomov.

Divulgação
Exposição fica em cartaz até fevereiro de 2018. Vladímir Lagrange, Leonid Lazarev, Vladímir Bogdanov, Iúri Krivonossov, Viktor Akhlomov e Antanas Sutkus retratam a complexa relação entre o indivíduo e o Estado na ex-URSS.

Na próxima quinta-feira (14), será inaugurada, às 18h30, no Paço Imperial do Rio de Janeiro, a exposição “A União Soviética através da câmera”, com 200 imagens em preto e branco realizadas por seis importantes fotógrafos da antiga URSS.         

 “A União Soviética através da câmera” tem curadoria de Luiz Gustavo Carvalho e Maria Vragovae, por meio do olhar de diferentes artistas de renome com formações e estéticas distintas, proporcionará ao público uma viagem a uma cultura longínqua.

As fotografias retratam a vida cotidiana, os habitantes e a história da Rússia pós-Stálin a partir de 1956 - ano do discurso secreto em que Nikita Khruschov denuncia os crimes cometidos por Stálin - até 1991, quando ocorre a dissolução da União Soviética.  

Os fotógrafos exibidos são Vladímir Lagrange, Leonid Lazarev, Vladímir Bogdanov, Iúri Krivonossov, Viktor Akhlomov e Antanas Sutkus.

A exposição também busca mostrar a complexa relação entre o indivíduo e o Estado, penetrando no fino espaço deixado para a interpretação individual pela censura soviética.

Desta forma, o espectador poderá observar a vasta nuance de olhares sobre o mesmo país, segundo a região retratada pelo artista, o posicionamento político e o grau de conformismo ou subversão de cada respectivo artista.

A exposição fica em cartaz até 25 de fevereiro de 2018 e tem entrada franca.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais