Neste dia: nascia o primeiro escritor profissional russo, Aleksandr Sumarokov

A filha de Sumarokov, Catarina, também foi a primeira poeta russa a ter obras publicadas.

A filha de Sumarokov, Catarina, também foi a primeira poeta russa a ter obras publicadas.

The State Russian Museum
Homem difícil de lidar e que teve diferenças até com Catarina, a Grande, Sumarokov veio ao mundo há 300 anos hoje.

Aleksandr Sumarokov veio de uma família antiga e nobre. Ele foi diretor do Teatro Russo e publicou a primeira revista privada da Rússia, a “Trudolyubivaia Pchelá (em tradução livre, “A abelha laboriosa”). Sua produção mascarada de “A Minerva Triunfante”, dedicada a Catarina, a Grande, rendeu-lhe um título.

Mas Sumarokov tornou-se convencido demais e pedia uma quantia enorme de dinheiro para financiar uma turnê teatral estrangeira. A imperatriz não se impressionou e começou a se distanciar.

Sumarokob deixou um enorme legado dramático e poético. Ele foi um dos primeiros russos a traduzir Hamlet, escreveu odes clássicas, epigramas e fábulas.

Ele foi um dos primeiros a trazer uma trama histórica à literatuda, como no Falso Dmítri I e Tempos de Dificuldades.

Suas peças históricas gozaram de grande popularidade no teatro do século 18. Sumarokov também escreveu 12 comédias e chegou a criar um libretto da primeira ópera russa, “Cephalus e Procris”, baseada na “Metamorfose” de Ovídio.

A filha de Sumarokov, Catarina, foi a primeira poeta russa a ter obras publicadas.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies