Rússia envia 41 toneladas de ajuda humanitária a Cuba

Serguêi Nóvikov/RG
Este é o segundo lote russo recebido pela ilha caribenha nos últimos dois meses.

Em meados de agosto, um avião An-124 de transporte militar pesado do Ministério da Defesa da Rússia entregou 41 toneladas de ajuda humanitária a Cuba, segundo o jornal estatal Rossiyskaya Gazeta. 

"Hoje, entregamos a Cuba alimentos básicos: farinha, carne enlatada e óleo de girassol, com um peso total de mais de 41 toneladas", disse a ministra-conselheira da Embaixada da Rússia em Havana, Anna Kosenkova, durante a cerimônia de entrega de ajuda humanitária a Cuba. Segundo a diplomata, este é o segundo lote de ajuda humanitária entregue pela Rússia à ilha caribenha nos últimos meses.

"Esta ajuda é um gesto de solidariedade e apoio à irmã Cuba em um momento de difícil situação econômica e epidemiológica. Estamos sempre ao lado dos nossos amigos", disse Kosenkova.

"O povo russo está mais uma vez mostrando sua generosidade. Os cubanos sempre sentiram o apoio da Rússia desde a vitória da Revolução. Hoje, nosso país está passando por tempos difíceis, agravados pelo embargo dos Estados Unidos e pela pandemia", disse o vice-presidente cubano Salvador Valdés Mesa, que participou da cerimônia.

"Em nome do povo cubano e do governo cubano, liderado pelo presidente Miguel Díaz-Canel, gostaria de agradecer ao povo russo, ao governo russo e ao presidente russo Vladimir Putin por esta ajuda. Muito obrigado", disse Valdés Mesa.

No final de julho, duas aeronaves An-124 já haviam entregado a Cuba mais de 88 toneladas de ajuda humanitária: carne enlatada, farinha, óleo de girassol e um milhão de máscaras médicas. Além disso, em maio deste ano Moscou entregou 253 toneladas de óleo de girassol e 430 toneladas de farinha de trigo vitaminada à ilha, como parte do Programa Mundial de Alimentação, sob os auspícios da ONU.

VEJA TAMBÉM: Quais navios soviéticos defendem Cuba até hoje?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies