Quais navios soviéticos defendem Cuba até hoje? (FOTOS)

Domínio público
Apesar da idade, essas embarcações construídas na União Soviética continuam a defender o litoral cubano. Algumas delas são verdadeiras joias flutuantes!

Projeto 1241.2 'Molniya 2' (Código da Otan: Pauk II)

Pauk II é o nome dado pela Otan a uma classe de pequenas corvetas de patrulha construídas pela Marinha soviética para exportação entre 1977 e 1989. Esse navios, conhecidos na Rússia como Projeto 1241.2 Molniya-2, foram projetados para patrulhamento costeiro e guerra anti-submarina e são equipados com um sonar de imersão que também foi usado em helicópteros soviéticos.

Segundo estatísticas oficiais, a URSS construiu 45 navios desse tipo, dos quais 18 ainda estão em funcionamento na Marinha e na Guarda Fronteiriça Marítima da Rússia. Cuba conta com apenas uma corveta desse tipo.

Projeto 205 (Código da Otan: Osa II)

Esses navios de ataque com lançadores de mísseis foram os mais fabricados de sua classe na URSS. No total, foram construídas mais de 400 unidades para a Marinha soviética e para exportação.

Dos 26 navios entregues a Cuba, um dos Osa II foi afundado para criar um parque aquático para turistas e diversos outros foram desmontados. Hoje, estima-se que entre 6 e 8 navios Osa II continuem em uso em Cuba.

Projeto 205P (código da Otan: Stenka)

O Projeto 205P Stenka é uma modificação do navio de mísseis da classe Osa que podia receber uma tripulação maior. Os sistemas de lançamento de mísseis anti-navio foram substituídos por quatro tubos de lançamento de torpedos.

Quatro desses navios foram exportados para Cuba em 1985.

Projeto 1400M 'Grif' (Código da Otan: Zhuk)

O Grif é um pequeno barco de patrulha de fronteira com deslocamento de apenas 40 toneladas. A URSS construiu mais de 300 navios desse tipo entre 1969 e 1991. Desses, 110 foram exportados para os Aliados.

Entre 1971 e 1989, foram destinados a Cuba 40 barcos Grif. Em 2007, apenas uma dúzia continuava em uso em Cuba.

Projeto 1265 'Yakhont' (Código da Otan: Sonya)

De madeira, os varredores de minas Yakhont foram construídos entre 1971 e 1991. Hoje, 26 navios desse tipo continuam a ser usados na Rússia e outros 14 estão em reserva. Segundo fontes não oficiais, a ilha caribenha tem 4 varredores de minas Yakhont.

Projeto 1258 'Korund' (código da Otan: Yevgenya)

Os Korund também são varredores de minas pequenos, construídos para a Marinha Soviética entre 1967 e 1980, mas já com casco de plástico e vidro, e armados com metralhadoras de 14,5 mm de calibre. A Marinha cubana recebeu 11 desses pequenos navios, 5 dos quais estão em uso até hoje.

LEIA TAMBÉM: Como caças soviéticos MiG-21 protegeram Cuba durante a Crise do Mísseis – e depois

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies