Moscou introduz vacinação obrigatória para profissionais de comércio, educação e entretenimento

Nikolai Gingazov/Global Look Press
Medida válida para região de Moscou exige que 60% de empregados nesses setores recebam a primeira dose até 15 de julho. Capital russa vem registrando um aumento acentuado de novos casos de coronavírus.

A vacinação contra covid-19 passa a ser obrigatória para certas categorias de cidadãos que vivem na região de Moscou, de acordo com despacho assinado por Olga Mikhailova, médica sanitarista-chefe local, nesta quarta-feira (16).

Segundo o documento, a vacinação em massa é obrigatória entre os que trabalham na indústria alimentícia e de serviços, bem como nos setores de educação, saúde, segurança social e entretenimento. Isso inclui funcionários de salões de beleza, academias de ginástica, piscinas, cinemas, teatros, eventos esportivos, além de entregadores e taxistas.

Os funcionários públicos também devem se submeter à vacinação obrigatória, diz a ordem.

Mikhailova destacou que os diretores das organizações mencionadas e empresários individuais na região de Moscou devem garantir que pelo menos 60% de seus funcionários recebam a primeira dose da vacina até 15 de julho e a segunda dose até 15 de agosto.

Situação “dramática” em Moscou, diz prefeito

“A situação [em relação] ao coronavírus continua a se desenvolver dramaticamente”, publicou o prefeito de Moscou, Serguêi Sobiânin, em suas redes sociais. “Mais de 12.000 pessoas estão em hospitais com diferentes graus de gravidade [de covid-19]. Quanto à taxa de incidência, já estamos no nível dos picos do ano passado”, acrescentou.

Embora mais de 1,8 milhão de pessoas em Moscou tenham sido vacinadas contra o coronavírus desde o início da campanha, Sobiânin destacou que as autoridades locais devem fazer o possível para intensificar a campanha de vacinação em massa e impedir o avanço da doença, evitando milhares de mortes. “Peço que reajam com compreensão e apoiem esta decisão tão difícil, porém necessária e responsável”, destacou o prefeito.

Moscou registrou 5.782 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, e até 1.778 pessoas foram internadas em hospitais da capital. Setenta e cinco pacientes morreram nesse período.

LEIA TAMBÉM: É verdade que os estrangeiros ganham até sorvete para se vacinar na Rússia?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies