Pandemia terá menos impacto nas férias de verão dos russos em 2021, mostra pesquisa

Nikolai Gingazov/Global Look Press
Se no ano passado mais da metade dos russos desistiram de viajar, este número caiu para cerca de 30% em 2021. Um dos motivos das atuais desistências é o bloqueio com a Turquia.

O ano de 2020 ficará marcado na história da humanidade pela pandemia e covid-19 - e com ela, a interrupção de planos e viagens. Os números mostram que mais da metade dos cidadãos do maior país do mundo desistiram das férias de verão no ano passado. Neste ano, o impacto da pandemia ainda se faz presente, embora significativamente menos.

Em 2021, o índice de russos que decidiram desistir das férias de verão caiu para cerca de 30%, de acordo com a agência de notícias RIA Novosti, com base nos dados fornecidos pelos especialistas do serviço Zarplata.ru.

Dentre os motivos, a aglomeração em locais turísticos teve maior influência na decisão.  Outros fatores mencionados foram o fechamento das fronteiras com a maioria dos países (19%), o preço do dólar (16%), a pandemia (14%) e a falta de dinheiro (11%).

A decisão de suspender as conexões aéreas com a Turquia - um destino favorito dos turistas russos - também desempenhou um papel importante nas desistências.

Datcha e natureza

Entre os que não desistiram dos planos de viajar neste verão, 23% passarão suas férias na datcha (casa de campo) ou em meio a natureza (23%). Quinze por cento disseram preferir ficar em casa e 9% ainda não decidiram o que fazer.

Entre os moradores de Moscou e São Petersburgo, os principais destinos são a Crimeia, a região de Kaliningrado e o sul de Krasnodar.

A pesquisa foi realizada de 25 a 30 de abril com 2.000 indivíduos de diferentes pontos da Rússia. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

LEIA TAMBÉM: Pandemia do coronavírus pressiona mercado imobiliário russo

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies