Nova estrela da patinação artística, Sofia Akatieva entra para história aos 13 anos

Adolescente russa é a primeira patinadora do mundo a dar dois saltos supercomplicados consecutivamente: salto quádruplo e eixo triplo.

Durante a etapa da Copa da Rússia em Kazan, em meados de novembro passado, a jovem moscovita Sofia Akatieva, de 13 anos, conseguiu uma façanha inédita do mundo ao realizar dois saltos quádruplos e um eixo triplo no mesmo programa. Os dois tipos de salto são considerados difíceis, sobretudo consecutivamente, e antes dela ninguém jamais havia conseguido isso. 

Sofia é aluna de Eteri Tutberidze, considerada a treinadora de patinação artística mais proeminente da Rússia, que também tutelou Iúlia Lipnitskaia, Evguênia Medvedeva, Alina Zaguitova e Aliona Kostornaia. Existem diversos talentos entre seus alunos e parece que Eteri descobriu mais uma estrela da pista de gelo.

Fase da Copa Russa em Sizran

Akatieva é apaixonada por patinação artística desde a infância, quando viu as Olimpíadas de Vancouver com apenas 3 anos de idade. “Lembro que fiquei encantada com o gelo branco, deslumbrante. Gostei muito de como os patinadores fizeram seus saltos. E é claro – as roupas das meninas! Realmente gostei da maneira como elas estavam vestidas. Os trajes com diamantes brilhavam tanto que eu imediatamente quis tentar fazer algo semelhante”, disse em entrevista à agência de notícias TASS.

Fase da Copa Russa em Sizran

Sofia também tentou desenhar, dançar e cantar em um coro. Mas percebeu que gostava muito mais de patinação artística e decidiu se concentrar no esporte.

Ela costumava chegar cedo para assistir aos treinos das agora patinadoras artísticas sênior Zaguitova e Medvedeva, que muitas vezes tinham sessões antes dela. “Eu sonhava em saltar tão alto quanto elas, deslizar com a mesma facilidade e graça.”

Em 2017, foi transferida para o grupo sob supervisão de Eteri Tutberidze. “Creio que somente com um mentor assim pode-se obter resultados realmente excelentes.”

Apresentação em Moscou

No início, Akatieva passou por um período de experiência. Mas, depois de apenas duas semanas de treinamento na equipe de Tutberidze, conseguiu aprender como completar um rittberger triplo e uma cascata de eixo duplo e triplo toe loop. Eteri agradeceu a determinação da jovem patinadora e decidiu mantê-la no grupo.

Realizar movimentos complicados é obrigatório para uma patinadora que deseja obter pontuação alta nas competições. Atualmente, esses elementos incluem um salto quádruplo e um eixo triplo. Sofia admitiu que gostaria de tentar executar esses elementos e ficou feliz quando os professores permitiram que ela o fizesse. “Você não pode pensar em cair de maneira alguma”, acredita.

Devido à pandemia, Sofia não treinou por mais de dois meses e ela mesma admitiu que estava muito difícil voltar à forma. “Nós realmente aprendemos os elementos desde o início. A memória muscular é curta, por isso foi muito difícil para recuperar.” Ela havia completado um salto quádruplo e um eixo triplo apenas em meados de agosto passado e executou com sucesso a mesma combinação na prova em Kazan.

Muitos atletas tentaram fazer esses saltos complexos juntos, mas somente Akatieva conseguiu executá-los perfeitamente até então. Um jornal russo se referiu à patinadora como “gênia técnica que está gradualmente ganhando força”.

Fase da Copa Russa em Sizran

Durante o tempo livre, Sofia gosta de assistir a filmes e ler livros, como qualquer outra adolescente. A única diferença é que já sonha em participar dos Jogos Olímpicos – dos quais só terá chance em 2026, quando estiver com 19 anos.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies