Primeiro iate quebra-gelo particular é lançado ao mar (e pode ser alugado)

Damen Yachting
Navio de 77 metros, pertencente ao bilionário russo Oleg Tinkov, já navega por águas holandesas. E, quem tiver bala na agulha, pode reservá-lo por 740 mil por semana.

O magnata russo Oleg Tinkov, proprietário do Tinkoff Bank, revelou planos de construir um iate quebra-gelo para a revista “Forbes” em uma entrevista em julho de 2018. “Quero construir um quebra-gelo para viajar ao Polo Norte, Antártica, Ártico e atravessar a Rota do Mar do Norte até Kamtchatka, Tchukotka e Curilas”, disse.

Em março de 2020, o empresário divulgou que estava com leucemia e, mais tarde, em junho, que havia sido diagnosticado com covid-19 – que venceu com sucesso. No entanto, apesar dos problemas de saúde de Tinkov, a construção foi concluída conforme o planejado – após dois anos e mais de US$ 2,5 bilhões em custos, segundo o site Yacht Harbour, citando dados da Forbes.

Em 3 de julho, o iate de Tinkov, apelidado de “La Datcha”, teria enfim sido lançado nas águas de Vlissingen, no território da Holanda.

O iate quebra-gelo é capaz de enfrentar camadas de gelo com 30 a 40 cm de espessura em viagens marítimas de até 40 dias por vez.

Pode acomodar confortavelmente 25 tripulantes e 12 convidados, em seis cabines, incluindo duas opções VIP, equipadas com instalações privativas e closet.

O navio possui ainda duas jacuzzi, sauna, sala de massagem e academia. Há ainda um heliporto para dois helicópteros, motoneves e até mesmo um minissubmarino.

O “La Datcha” tem site próprio e oferece aluguel do iate por 740 mil euros por semana, com depósito inicial de 30%. Mas é preciso se planejar, uma vez que Tinkov planeja passar 20 semanas por ano a bordo do navio.

“O mundo é tão vasto, e nossa vida, tão curta, que precisamos explorar o máximo possível”, disse o empresário.

LEIA TAMBÉM: Transiberiana a bordo de trem retrô luxuoso sai a partir de US$ 15.000 – mas vale cada centavo

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies