Mergulhador russo quebra recorde de apneia ao nadar 180 metros sob o gelo

Feito foi dedicado à estreia do filme “One Breath”, que retrata a história da lendária mergulhadora russa Natália Moltchanova.

O mergulhador Aleksêi Moltchanov, presidente da Federação Russa de Mergulho Livre e detentor de 18 recordes mundiais, estabeleceu o novo recorde do “Guinness” em mergulho livre no gelo, nadando 180 metros em uma pedreira na região de Moscou. O recorde anterior, de 2017, pertencia ao francês Arthur Guérin-Boëri.

“O recorde do Guinness de mergulho livre sob gelo foi estabelecido no distrito de Schiolkovo, na região de Moscou. Aleksêi Moltchanov, 14 vezes campeão mundial, detentor de 18 recordes mundiais, (...) nadou 180 metros sob o gelo da pedreira de dolomita Ameriev usando um monofin [nadadeira semelhante a uma causa de sereia], superando o último recorde estabelecido por Arthur Guérin-Boëri, que submergiu 175 metros em 2017”, anunciaram os assessores de imprensa à agência TASS.

A marca foi oficialmente registrada pelo árbitro Víktor Frantzov, da Associação Internacional para o Desenvolvimento da Apneia.

Filme como inspiração para o recorde

O recorde é dedicado à estreia de “One Breath”, filme dirigido por Elena Khazanova que conta a história da lendária mergulhadora Natália Moltchanova, mãe de Aleksêi. Ele atuou como consultor oficial do longa para técnicas de treinamento, equipamento e especificidades de competição de mergulho livre.

De acordo com os organizadores do recorde, a maioria dos mergulhadores livres treina utilizando o sistema desenvolvido por Moltchanova, que se baseia sobretudo na desconcentração total de atenção e relaxamento, bastante difícil em águas geladas.

“Eu sei como poucos atletas permanecem nessa modalidade, por isso foi particularmente interessante para mim me testar aqui, nesse novo território, encontrar abordagens incomuns de treinamento, desenvolver o sistema internacional de treinamento Moltchanova com métodos inovadores interessantes”, disse Moltchanov.

Aleksêi Moltchanov com a mãe Natália Moltchanova, em 2007

Moltchanova foi a fundadora e a primeira presidente da Federação Russa de Mergulho Livre, a primeira mergulhadora a atingir a profundidade de 101 metros e a primeira a prender a respiração por 9 minutos. No total, foi campeã mundial de mergulho livre por 22 vezes e estabeleceu 42 recordes mundiais. Também foi a única mulher a vencer o Blue Hole (Buraco Azul), na costa do mar Vermelho, que teria alegadamente ceifado a vida de mais de 100 mergulhadores.

“One Breath” é o primeiro longa-metragem russo filmado a 100 metros de profundidade em alto mar. O filme, baseado em eventos reais, conta a trajetória de Moltchanova, que desapareceu durante um mergulho em 2015.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies