Com velas de painéis solares flexíveis, embarcação futurista ‘Pérola Negra’ chega a São Petersburgo

Giovanni Romero - TheYachtPhoto/Global Look Press
Misto de iate e veleiro tem preço estimado em 220 milhões de dólares.

Depois de passar pelos portos de Portland (Reino Unido), Gdansk (Polônia) e Riga (Letônia), o veleiro Pérola Negra, do magnata russo Oleg Burlakov, chegou às águas de São Petersburgo no final de agosto passado. 

Segundo a “Forbes”, o Pérola Negra é, na verdade, um dos iates mais longos (106 metros) e mais caros (preço estimado em 220 milhões de dólares) do mundo. Também foi escolhido como o melhor veleiro do ano de 2019 no “World Superyacht Awards”.

Lançado em 2016 pela empresa holandesa de construção naval Oceanco, tem como principal distinção sua capacidade de viajar pelos oceanos sem usar combustível, uma vez que trabalha com energia eólica e solar.

Cofundador e ex-acionista da petrolífera siberiana Burneftegaz, Burlakov se diz apaixonado por navios desde a infância. Após conhecer a nova geração de painéis solares flexíveis, teve a ideia de usá-los como velas, dando origem ao Pérola.

LEIA TAMBÉM: Como piratas estrangeiros ajudaram os tsares russos

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies