Xamãs ajudarão a atrair chuva em regiões da Sibéria assoladas por incêndios

Reuters
Diante do desastre de grandes proporções que aflige a taiga siberiana, as autoridades decidiram confiar o destino aos espíritos da natureza.

Ao longo dos próximos dias, 40 xamãs siberianos visitarão a ilha principal do lago Baikal para convocar os espíritos da natureza e fazer com que acabem com os incêndios que estão devastando a natureza selvagem da região.

“Na [ilha de] Olkhón, no dia 4 de agosto, cerca de 40 xamãs da Buriátia, de Transbaikal e da região de Irkutsk se reunirão. Eles vão realizar rituais para evocar chuva em incêndios florestais. Estamos identificando agora os locais onde a taiga está em chamas”, disse Baír Tsirendórjiev, presidente do conselho inter-regional da organização de xamãs Tengueri, citado pela agência TASS.

Xamã durante cerimônia de abertura de festival cultural e étnico em Kizil

Na última terça (30), as autoridades budistas da Buriátia – religião fortemente enraizada na Sibéria e muitas vezes misturada com práticas xamânicas –, também anunciaram a intenção de pedir ajuda às forças da natureza.

Em sua página no Instagram, solicitaram aos seguidores que enviassem as coordenadas exatas dos incêndios para, assim, direcionar melhor as magias.

De acordo com dados atualizados do Serviço Aéreo de Proteção Florestal, cerca de 2,8 milhões de hectares (28.000 km²) de território russo estão atualmente em chamas, sobretudo nas regiões de Irkutsk e Krasnoiarsk. O corpo de bombeiros está trabalhando para apagar 147 focos em uma área total de mais de 100.000 hectares.

LEIA TAMBÉM: Para quem rezavam os eslavos antigos antes de o cristianismo chegar à Rus? 

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies