O que os russos celebram em 12 de junho? Entenda o feriado do ‘Dia da Rússia’

Artyom Geodakyan/TASS
Nem mesmo alguns russos entendem muito bem o conceito dessa folga oficial – mas é justamente para comemorar o aniversário da Rússia moderna.

As pessoas adoram feriados na Rússia – e não tem vergonha de dizê-lo. Os russos comemoram o Ano Novo por nove dias seguidos (sim, essas são as férias/festas favoritas dos locais); em seguida, vêm os feriados de gênero: no dia 23 de fevereiro (para homens) e 8 de março (para mulheres). Isso sem falar das tradicionais folgas de maio: três a quatro dias a partir do dia 1º de maio (dependendo de como as datas caírem no calendário), e mais uma vez no Dia da Vitória, no dia 9, com seus desfiles e glória histórica. Então chegar o verão, e adivinha? Outro feriado, em 12 de junho.

LEIA TAMBÉM: 8 grandes feriados celebrados pelos russos 

Mas, afinal, é feriado de quê?

O nome oficial do feriado é “Dia da Rússia” (Dien Rossii).

A data marca o aniversário do Primeiro Congresso dos Deputados do Povo, no qual foi adotada a Declaração de Soberania da República Socialista Federativa Soviética da Rússia (RSFSR), em 1990. 

Como assim?

Em 12 de junho de 1990, quando a União Soviética estava à beira do colapso, a RSFSR (a maior e a república central da URSS) seguiu outras repúblicas ao declarar sua soberania e impor suas leis sobre às soviéticas.

Isso significa que Boris Iéltsin, então líder da RSFSR, tornou-se um adversário direto de Mikhail Gorbatchov, que continuava como presidente da URSS. Este fato, combinado com com vários conflitos nacionais e a busca pela independência de outras repúblicas, levou à dissolução da União Soviética no ano seguinte. E assim nasceu a Federação Russa como a conhecemos hoje em dia.

Boris Iéltsin, em 1990

Em um pronunciamento sobre a Declaração de Soberania, em 2001, o presidente russo Vladimir Putin enfatizou a importância desse documento, que “marcou o início da nova história do nosso Estado. A história de um Estado democrático baseado nas liberdades civis e no estado de direito. ” 

Mas então a data é celebrada desde 1990?

Não exatamente. No ano seguinte, em 12 de junho de 1991, a Rússia (que ainda era RSFSR na época) realizou sua primeira eleição presidencial, da qual Boris Iéltsin saiu vitorioso. Em 1994, Iéltsin declarou 12 de junho como feriado nacional – na época, porém, era chamado de “Dia da Adoção da Declaração de Soberania do Estado da RSFSR”. Foi somente em 2002 que o título oficial foi trocado para “Dia da Rússia”.

Pessoas em trajes étnicos participam de desfile que marca o Dia da Rússia, em Omsk

Muitos erroneamente chamam a data de “Dia da Independência”, embora o feriado nunca tenha tido esse nome – ao menos oficialmente. Em 2018, apenas 49% dos entrevistados pelo centro independente de pesquisa Levada, disseram o nome correto do feriado. Pode parecer preocupante, mas o número está crescendo: lá em 2006, apenas 23% dos russos sabiam o que estavam comemorando.

O que os russos fazem no dia?

O canal NTV descreve o Dia da Rússia em seu site como “um grande feriado patriótico, o símbolo da unidade nacional e da paz civil”. Rola todo um programa oficial: ruas e edifícios são decorados com as cores da bandeira nacional, acontecem shows e outros eventos durante todo o dia em vários locais (incluindo um na Praça Vermelha, em Moscou), seguidos por fogos de artifício ao anoitecer.

Fogos de artifício sobre a Praça Vermelha para marcar o Dia da Rússia

Mas fato é que os russos passam o dia como qualquer outro de folga (ainda mais tendo em conta que neste ano o feriado cai na quarta-feira e a maioria das pessoas têm que ir trabalhar no dia seguinte). Passam tempo com as famílias, saem para passear, ou simplesmente ficam em casa relaxando. Mas uma coisa é certa! Eles não estão dispostos a desistir do feriado, mesmo sem ter 100% de certeza de que a data se trata.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies