7 novas marcas de joias russas de luxo

Todo mundo conhece Fabergé, que representou o ápice das joias da era imperial russa. Mas o que acontece hoje nesse setor de luxo? Aqui estão sete designers que mantêm e, ao mesmo tempo, ampliam as tradições da arte da joalheria russa.
  1. Ilgiz Fazulzyanov

Este fabricante de joias de renome mundial iniciou sua carreira na década de 1990. No início, Fazulzyanov trabalhava em vitrais, mas, aos 26 anos, abriu sua própria oficina de joalheria. A aclamação internacional veio pela primeira vez há 10 anos: Ilgiz venceu duas vezes o Grand Prix no concurso International Jewelry Design Excellence Award, caracterizado como o "Oscar dos joalheiros". Assim, em 2016, os Museus do Kremlin de Moscou fizeram uma exposição individual de suas joias.

Sob a marca “Ilguiz F.”, este mestre cria peças ornamentais únicas, algumas das quais já se tornaram itens de colecionador, vendidas na Christie's e na Sotheby's.

Suas técnicas de assinatura são esmalte quente e pastilhas de vidro colorido, e ele tem orgulho especial de peças ornamentais de esmalte. Esta é uma técnica complexa e histórica, tradicional em países muçulmanos, cujas tradições de joias inspiram Fazulzyanov. Seu trabalho, devido à cor e à plasticidade, assemelha-se a obras de arte em miniatura.

No ano passado, Ilgiz abriu uma galeria em Moscou (ele também tem uma butique em Paris, na prestigiada rua Faubourg Saint-Honoré), onde exibe não apenas o próprio trabalho, mas também exposições curatoriais de joalheria russa contemporânea.

www.ilgiz.com 

  1. Leonid Agafonov

Neste ano, a Oficina Agafonov celebrará seu 25º aniversário. Ela foi fundada pelo joalheiro Leonid Agafonov, cuja filha, Maria, assume hoje ativamente o negócio. A oficina é famosa por seu trabalho com esmalte e peças esculpidas em osso.

No trabalho com pedras preciosas, os fabricantes de joias utilizam cortadores de pedras preciosas conhecidos, como o mundialmente famoso Dmítri Samorukov.

O orgulho da oficina é uma caixa de joias feita de nogueira americana e presa de mamute esculpida. Ela nasceu da imaginação de um mestre escultor de ossos e foi realizada pela oficina inteira. O trabalho na caixa de joias levou quase quatro meses.

www.agafonov-master.ru

  1. Edward Nikitin

É difícil dizer que o que este joalheiro premiado produz são joias ornamentais. Segundo os especialistas, seu trabalho, com seus profundos reflexos filosóficos, pode ser descrito como metáforas da joalheria.

LEIA TAMBÉM: 5 mistérios que rondam as joias imperiais russas

Assim, ao criar seus broches “Jogos de Unicórnios” (foto à dir.), Edward, que é originalmente da região montanhosa dos Urais, onde o Oriente encontra o Ocidente, estabelece uma conexão entre diferentes tradições culturais e camadas da história. Na composição “Caça Real”, ele retrata o eterno confronto entre homem e tempo.

O simbolismo complexo de suas peças se une à sutileza da execução: Edward é um perfeccionista e leva cada peça a um absoluto artístico. Este brilhante designer de joias também permanece fiel a si mesmo em pequenos itens, transformando até acessórios - por exemplo, broches de bofes de ouro - em joias em miniaturas complexas.

www.ednikitin.com

  1. Zakhar Borisenko

A marca “Epic Jewelry”, de Borisenko. ainda é nova, mas se distingue por um estilo extravagante e não convencional. Única joalheria na Rússia que trabalha com fibra de carbono e cria anéis de ouro em forma de clipes de papel, seu público-alvo é formado principalmente por jovens profissionais - e este é o motivo de seu senso de humor.

Zakhar aposta em projetos fora do comum, fazendo colaborações com designers de teatro famosos e ilustradores. Há cinco anos, a marca tem representação em Hong Kong e participa frequentemente de exposições internacionais de joalheria.

A “Epic Jewelry” também é conhecida por joias que têm peças ajustáveis ​​e ornamentos com temas de engenharia, como a série de anéis e abotoaduras “Turbinas”, além de uma série que utiliza ébano.

www.epic.jewelry

  1. Yaroslav Argentov

A marca Yaroslav ArgentoV faz trabalhos excepcionais de joalheria. O proprietário acredita que o design da joalheria deve ser respaldado por artesanato genuíno, em vez de tendências e moda. A joalheria é famosa por seu trabalho entalhado: gravações e camafeus feitos por artesãos russos, e também joias em miniaturas com pedras lapidadas de pedra para compor peças perfeitamente funcionais.

Os melhores escultores de joias do país trabalham com Yaroslav - principalmente Vladimir Popovich, cujo trabalho foi reconhecido muito além das fronteiras da Rússia. Vladimir é considerado, com razão, como membro da plêiade dos melhores mestres do mundo no setor.

A criação de composições artísticas usando a técnica do entalhe em relevo requer particular meticulosidade e experiência, cultivada em muitos anos de trabalho com pedras.

A ArgentoV lançou o trabalho de Vladimir na série “Russian Seasons”, e o entalhe “Carnaval” (na foto), retrata as lendas do balé Vaslav Nijínski e Lidia Lopokova em topázio azul.

argentov.ru

  1. Igor Uchevatov

Este joalheiro de Krasnoiarsk utiliza materiais elaborados. Uma série de itens ornamentais feitos de titânio difundiu de maneira especial sua reputação por toda parte. Igor reúne complexas composições de esculturas, usando elementos que são trabalhados com uma precisão cuidadosíssima: componentes metálicos anodizados ganham cores fora do comum, inserções de esmalte e uma dispersão de pedras preciosas.

No ano passado, o trabalho de Uchevatov foi reconhecido no país todo com sua participação na exposição Melhores Artistas da Rússia 2018 - Arte Decorativa e Aplicada.

www.instagram.com/igoruchevatov

  1. Sergei Izmestiev

A “Izmestiev Diamonds” produz coleções temáticas com ênfase em pedras preciosas. A marca tem uma gama impressionante de produtos. Por exemplo, um anel de dragão com uma esplêndida safira do Ceilão, um broche de uvas com pérolas do Mar do Sul e um broche de hera com uma elegante demantoide e diamante.

A nova coleção da marca chama-se “Jardim Japonês” e é baseada em temas desenhados a partir do mundo natural do país asiático. A peça central é um vívido broche flamejante, “Vento no Jardim” (parte inferior da foto), feito de rubis, espinelas pamir, diamantes, morganites e inserções de esmalte.

izmestievdiamonds.ru

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies