Rússia celebra Ano Novo persa com festivais de dança e comida típica

Maxim Bogodvid/Sputnik
Segundo a tradição, quanto mais alegre for a festa do chamado “Noruz”, mais abundante será a natureza para com as pessoas.

O Noruz é uma celebração de primavera realizada por grupos etnolinguísticos diversos; em farsi, a língua persa, significa literalmente “dia novo”. Na Rússia, é amplamente comemorada por tártaros, basquires, lezguianos e outros povos.

As festividades começam no equinócio de primavera, em 21 de março, e duram 13 dias. Reza a crença popular que, quanto mais alegres e melhores forem as celebrações de Noruz, mais próspera será a colheita naquele ano.

Considerando as festas pela Rússia, a promessa é que seja uma baita primavera:

Moscou

O feriado foi celebrado no Centro de Exposições VDNKh, no norte da capital russa. Mais de 40.000 visitantes consumiram o tradicional prato oriental de pilaf (arroz preparado com especiarias). Para se ter ideia, foram preparadas para o evento nada menos que três toneladas de arroz.

Cada chef tem sua própria receita. No festival, era possível experimentar pilaf com cordeiro ou frutos do mar; também havia uma versão vegetariana.

Mais de 20 diásporas étnicas participaram da festa.

Além de contar aos visitantes sobre seus costumes, apresentaram danças folclóricas e realizaram competições em vários modalidades nacionais de luta.

Kazan

Em Kazan, capital do Tartarstão, o Noruz foi celebrado no autódromo da cidade. Desta vez, porém, a pista recebeu um grande mercado étnico, o “Rota da Seda”.

Além da venda de trajes e lembranças nacionais orientais, havia tendas com culinária nacional de tártaros, uzbeques, turcomenos e outras diásporas locais.

Náberejnie Tchelni

A primavera na segunda maior cidade do Tartarstão foi recebida com um festival de culinária oriental e um grande show de bandas de grupos étnicos.

Sochi

O Ano Novo persa foi celebrado na cidade à beira do mar Negro pela primeira vez na história local. Mesmo assim, o festival atraiu cerca de 1.500 pessoas.

Os moradores e turistas de Sochi puderam provar diversos tipos de doce, bem como irimshik (que tem uma textura entre queijo cottage e outro mais firme). O chachlik, ou churrasco russo, também estava incluído no cardápio.

Oremburgo

Representantes de mais de 100 nacionalidades, incluindo membros de grupos étnicos turcos, vivem nessa cidade de médio porte no sul dos Urais. O prato principal das celebrações locais é o sumalak, feito de grãos de trigo germinados. Muitas pessoas brincam que se trata de um tipo de “Nutella oriental”.

Derbente

As festividades nessa cidade do Daguestão aconteceram ao lado da mesquita. Os visitantes foram convidados a participar de brincadeiras tradicionais: em uma delas, uma bandeja de ovos cozidos foi trazida, e as pessoas competiram para ver quem tinha o ovo com a casca mais forte.

O teatro azeri apresentou uma cena retratando um pedido tradicional de casamento – acredita-se que fazer pedir a mão da noiva no Noruz traz boa sorte. E havia também muito pilaf – mas preparado na fogueira.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies