Mulheres ainda são maioria na Rússia, aponta estudo oficial

Víktor Drachiov/TASS
Pesquisa recente revela fatos e realidade nas mais diversas regiões do país. Uma característica comum entre elas é que existem mais mulheres que homens.

De acordo com o relatório “Homens e mulheres da Rússia”, publicado pelo Serviço Federal de Estatística da Rússia (Rosstat) em 2018, o país conta com 146,9 milhões de pessoas, das quais 68,1 milhões (46%) são homens e 78,8 milhões (54%), mulheres.

No entanto, essa desproporção existe há mais de um século. Segundo o censo de 1897, havia na Rússia 32,1 milhões (49%) de homens e 33,8 milhões (51%) de mulheres. Desde então, a diferença só aumentou. Entre 1959 e 1971, havia 45% de homens e 55% de mulheres. Em grande parte, devido aos mais de 25 milhões de soldados mortos na Segunda Guerra Mundial.

A distribuição, porém, muda de acordo com a idade. Entre os menores de 29 anos há mais homens do que mulheres, mas, entre as pessoas com mais de 70 anos, há 2.377 mulheres para cada 1.000 homens.

LEIA TAMBÉM: Por que cada vez mais russos preferem ficar sozinhos? 

Essa diferença é mais perceptível em regiões como Velíki Nôvgorod, onde mulheres têm, em média, 44 anos, e elas constituem 49,7% da população economicamente ativa da cidade. Cerca de 75% dos trabalhadores locais são mulheres, e elas representam 85% dos funcionários das autarquias municipais. Velíki Nôvgorod é, em suma, uma terra de bábuchkas.

“Há tantas que não vejo a mesma quantidade de mulheres de meia idade [em nenhum outro lugar]”, diz Anna. “Você entra em uma loja, e há mulheres mais velhas por todos os cantos. Quando saio para passear com o cachorro, parece que todos os donos são só vovós.”

Ekaterina, que também vive em Velíki Nôvgorod,, confirma que a diferença de gênero não era tão grande entre as gerações mais jovens. Segundo ela, durante a sua juventude, nos anos 1990, não havia escassez significativa de homens jovens.

Aparentemente, a tendência que prevalece na Rússia é que haja mais mulheres mais velhas do que homens mais velhos. Em regiões com condições de vida difíceis, os homens constituem a maioria da população, mas apenas em áreas rurais. Encaixam-se nesse quadro Murmansk, Tchukotka, Kamtchatka, Magadan e os distritos autônomos de Iamal-Nenets e Khanti-Mansisk.

Segundo o relatório da Rosstat, que as mulheres também comandam o país: 72% dos funcionários públicos na Rússia são mulheres, enquanto, dentro dos órgãos municipais, o índice é ainda maior, 76%. Há apenas uma categoria em que homens superam mulheres: nos cargos mais altos da administração pública, em que eles representam 60% da força.

Paralelamente, entre os russos economicamente ativos (de 15 a 72 anos), ambos os sexos são representados quase igualmente (37 milhões de homens e 35 milhões de mulheres). Educação, saúde e vendas são as áreas em que as mulheres tem maior atuação.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies