Torcedor colombiano que esteve na Copa faz tatuagem gigante com o mapa da Rússia

Bryan Badillo, de Barranquilla, esteve no país eslavo em 2018 para torcer por sua seleção. Meses depois, resolveu gravar uma lembrança da viagem no próprio corpo.

Embora o Mundial da Fifa tenha sido encerrado em julho passado, o torcedor colombiano Bryan Badillo não quis “terminar o ano sem deixar uma lembrança daquele grande evento”, declarou ao site Sports.ru. A tatuagem, que apresenta um mapa gigante da Rússia, foi feita no final de 2018.

Bryan trabalha como chef em Barranquilla e, segundo ele, ir para a Rússia foi um grande esforço. Durante a viagem, o colombiano visitou Kazan, Samara, Saransk e Moscou, e, por isso, refletiu essas cidades em sua tatuagem.

“Eu escolhi esse tamanho de tatuagem sobre a Rússia para lembrar as cidades que visitei e onde eu fui feliz, onde vi a minha amada seleção. Quando os colombianos saíram nas oitavas de final, expulsos pelos ingleses, eu já sabia o desenho, os detalhes ficaram claros na minha cabeça”, disse Bryan ao Sports.ru.

Em entrevista ao Russia Beyond, o colombiano revelou o que o motivou para fazer a tatuagem foi a impressão deixada pela Rússia e pela Copa do Mundo.

“Para mim, foi uma experiência única. Meu ponto de vista sobre a Rússia mudou depois dessa viagem, pois é um país lindo, eu adorei seus monumentos, a cultura e o orgulho do povo por sua história”, disse.

Na tatuagem, há um enorme mapa da Rússia com brasões das quatro cidades que visitou, além de uma frase em russo: “Obrigado, Rússia. A melhor Copa do Mundo”.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies