Gastos de russos com compras e ceia de Natal superam níveis pré-crise

Legion Media
Em média, moradores do país planejam desembolsar 990 reais com festas de fim de ano. Comes e bebes correspondem a maior fatia.

Para celebrar o Ano Novo e o Natal, os russos planejam gastar uma média de 16.900 rublos (990 reais), segundo o jornal “Vedômosti”, baseado em um estudo da empresa de auditoria Deloitte.

No ano passado, a estimativa preliminar foi de 17.600 rublos (1.145 reais, conforme a taxa de câmbio do rublo em dezembro de 2017), mas o gasto real acabou sendo menor: 16.000 rublos (1.025 reais). Deve-se notar, no entanto, que esses números são superiores aos do período pré-crise (835 reais em 2013).

Atualmente, o salário médio na Rússia é cerca de 42.000 rublos (2.470 reais), variando de acordo com a cidade – 82.000 rublos (4.820 reais) em Moscou; 59.000 rublos (3.470 reais) em São Petersburgo; e 34.000 rublos (2.000 reais) em Kazan.

Divisão dos gastos

Em média, 47% do orçamento para as festas russas é destinado para comida e bebida, 42% para presentes, e 11% os restantes para lazer.

LEIA TAMBÉM: “Salada russa” vai encher sua mesa de Ano Novo de tradição 

Quanto aos presentes, embora os mais valorizados sejam dinheiro, viagem, smartphones e perfumaria, a maioria das pessoas receberão chocolates e cosméticos. Quando ao gênero, 80% das mulheres e 74% dos homens planejam dar presentes.

No entanto, é interessante notar que a escolha dos presentes depende da região estudada. Em São Petersburgo, a capital cultural do país, livros ocupam o segundo lugar em termos de popularidade; já no resto do país, ocupam o quinto lugar. No sul da Rússia, os produtos de beleza e saúde são os mais populares, enquanto, em Iekaterinburgo (nos Urais), os eletrônicos estão entre os mais requisitados.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies