Cuba e Rússia prolongam isenção mútua de vistos para viagens de turismo

Pixabay
A partir de 21 de dezembro, russos e cubanos poderão permanecer ficar nos territórios uns dos outros por até 90 dias sem precisar de vistos. Regime de isenção já funciona há anos com Brasil e outros países latino-americanos.

Moscou e Havana assinaram um novo acordo sobre o regime de isenção de vistos, segundo a agência de notícias RIA Nóvosti. De acordo com o documento, que entrará em vigor em 21 de dezembro, os cidadãos dos dois países poderão permanecer nos territórios uns dos outros por até 90 dias a cada 180 dias.

O novo acordo substitui um documento assinado em 1993 que estabelecia o prazo máximo de 30 dias para viagens turísticas sem necessidade de vistos.

Os cidadãos que desejem realizar uma viagem de negócios, porém, ainda terão que solicitar o visto correspondente no consulado.

Segundo especialistas em turismo, a medida visa a aumentar o fluxo turístico da Rússia para Cuba.

A Rússia está entre as 10 primeiras posições no ranking de países cujos cidadãos viajam para Cuba com mais frequência. Os russos costumam visitar a ilha caribenha sobretudo no período de Natal, além de janeiro e fevereiro.

Em 2017, Cuba recebeu 106 mil turistas russos. Segundo a agência Interfax, este é o melhor resultado desde 1986, quando o país recebeu 86 mil turistas russos.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies