5 novos recordes mundiais estabelecidos por patinadores russos

AFLO/Global Look Press
Com novo sistema de pontuação da ISU, atletas do país estão acumulando títulos.

A União Internacional de Patinação (ISU, na sigla em inglês) reviu completamente seu sistema de pontuação em agosto, introduzindo uma nova maneira de avaliação. Isso significa que todos os recordes anteriores estabelecidos pelas patinadores russas Alina Zaguitova e Evguênia Medvedeva são agora considerados “históricos”. No entanto, os esportistas profissionais do país não perderam tempo e já bateram diversos recordes mundiais novos simultaneamente com o novo sistema.

Alina Zaguítova, Programa Curto Feminino 

No final de setembro, a campeã olímpica Alina Zaguítova bateu um novo recorde mundial no Programa Curto no Nebelhorn Trophy de 2018, na Alemanha. A atleta de 16 anos marcou 79,93 pontos, superando o recorde estabelecido por Aleksandra Trúsova (74,74 pontos) algumas semanas antes.

Zaguítova realizou múltiplos saltos: triple lutz e triple loop, assim como doble axel e triple flip. Também obteve uma pontuação elevada graças à sua técnica. Por sinal, Zaguítova é recordista mundial no Programa Curto, depois de triunfar nas Olimpíadas de Inverno de 2018.

Alina Zaguítova, Programa Livre Feminino

No mesmo campeonato na Alemanha, Zaguítova conquistou outras vitórias e estabeleceu mais dois recordes mundiais: patinação livre (158,50 pontos) e pontuação total no programa combinado (238,43). No entanto, no início de outubro, ela conseguiu melhorar e quebrou seu próprio recorde, registrando 159,18 pontos no Aberto do Japão 2018.

Em seu programa de Patinação Livre, Zaguítova interpreta Carmen. Ela frequentemente pula com as mãos para cima, o que é incrivelmente difícil (tente fazer isso em piso firme, então imagine só no gelo).

Aleksandra Trúsova, Programa Livre Feminino

Alexandra Trúsova, 14 anos, é a nova estrela russa da patinação artística. Ela foi a primeira patinadora a realizar um quadruplo lutz e um quadruplo toe loop, durante o campeonato da ISU (União Internacional de Patinação) na Bulgária, em março. Em outubro passado, Trúsova repetiu o feito, vencendo desta vez o Grande Prêmio da ISU em Ierevan, na Armênia.

Mikhail Koliada, Programa Livre Feminino

Não foram só as patinadoras russas que bateram novos recordes – durante Troféu Ondrej Nepela de 2018, na Eslováquia, este atleta de 23 anos estabeleceu uma nova marca, com 274,37 pontos, ao dançar e patinar embalado pela “Canção do Toureiro”, da Carmen. Segundo especialistas, a força de Mikhail está na elegância de sua técnica. O russo também conquistou a prata nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018.

Aleksandra Stepánova e Ivan Bukin, Dança no Gelo

Esta dupla dança no gelo com grande elegância. No recente campeonato Troféu Finlândia, em outubro deste ano, o jovem casal russo não só ganhou todos os prêmios, mas também bateu novos recordes mundiais: ritmo da dança, programa livre e total combinado. Os juízes elogiaram o seu tango no gelo pela expressividade e técnica do casal. Os patinadores atuam juntos desde a infância – há nada menos que 10 anos.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies