5 tiradas do ‘Sensacionalista russo’ que viraram fake news

Getty Images
O site Panorama publica notícias satíricas que pareçam reais, e, em mais de uma ocasião, viu suas brincadeiras serem propagadas pela grande imprensa como sendo reais.

Todas essas histórias vêm do Panorama, uma página russa de sátira política que se assemelha ao noticiário eletrônico brasileiro Sensacionalista. Na Rússia, o site surgiu há apenas seis meses, mas já enganou a imprensa do país com histórias irônicas.

“Nosso objetivo é mostrar que as pessoas são ingênuas demais, que as mídias mais sérias não verificam suas fontes e publicam notícias que não foram apuradas apurar, sem informações sobre suas fontes”, explica Grigôri Kasatkin, autor do site.

1. A falsa múmia de Lênin

Um grupo de vigaristas não identificados enganou vários turistas a pagarem uma excursão a um falso mausoléu em um apartamento particular no bairro moscovita de Tchertanovo. Um dos membros se dedicava a encontrar potenciais clientes em aeroportos da capital russa, enquanto o outro fingia ser o próprio defunto de Lênin.

Um turista alemão que fora enganado topou com o verdadeiro túmulo de Lênin na Praça Vermelha e informou as autoridades sobre o que havia acontecido. Os agentes teriam surpreendido os ex-alunos da escola de teatro com as mãos na massa.

2. Camisinhas furadas na Copa

No último dia 2 de julho, o Panorama publicou uma reportagem relatando que uma vendedora de Níjni Novgorod havia perfurado os preservativos vendidos para os torcedores estrangeiros que visitaram o país durante a Copa, com o objetivo de aumentar a fertilidade no país. A história foi parar nos grandes veículos da imprensa. 

3. Turistas poloneses perdidos em rota histórica

Em 12 de julho, um site de notícias nacional informou sobre um grupo de turistas que haviam sido perdidos na rota de Susanin (herói nacional russo e mártir do Tempo de Dificuldades do início do século 17), que faz parte da Reserva-Museu de Kostromá.

Os viajantes, supostamente poloneses, tinham ido conhecer a história da Comunidade Polaco-Lituana (ou República das Duas Nações). A suposta busca pelos turistas começou no dia 7 de julho. Embora tivessem um GPS, os viajantes não foram capazes de percorrer a rota seguindo os passos do mártir russo Ivan Susanin, que liderou um destacamento polonês-lituano na região para desorientá-los.

No fim das contas, a história falsa não passava de mais uma piada do Panorama.

4. Range Rover destruída contra sanções britânicas

O dia 1º de abril é marcado na Rússia, assim como no Brasil e em muitos outros países, como o Dia da Mentira. Neste ano, um popular jornal russo publicou notícias sobre um cidadão de Tcheliabinsk que havia destruído o carro de um vizinho em protesto contra a extradição de diplomatas russos em Londres. Era uma história falsa.

5. Torcedor islandês reclama de nomes russos

Em dezembro do ano passado, o Panorama escreveu a história de um torcedor islandês chamado Gundermoor Sigurdflordbradsen, que reclamou sobre o quão difícil era pronunciar os nomes das cidades russas, e a notícia se espalhou. O motivo de tal interesse, porém, ainda é mistério.

Você viu que, recentemente, um siberiano invadiu as ruas de Tiumen em uma banheira e foi parar no McDonald's? Pois é, e neste caso, não se trata de de fake news. 

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies