Os 7 recordes inusitados da Copa do Mundo de 2018

Enquanto Cristiano estava correndo, Neymar estava mergulhando no gramado – e ambos estabeleceram novos recordes.

CR7 atingiu 38,6 km/h

Cristiano Ronaldo, o capitão da equipe portuguesa, mostrou toda a sua forma durante a recente Copa do Mundo. Em determinado ponto do jogo contra a Espanha, Cristiano alcançou a inacreditável marca de 38,6 km/h.

Além do novo recorde de velocidade no mundo do futebol, CR7 chegou perto do recorde estabelecido em 2009 pelo velocista jamaicano Usain Bolt – 44,7 km/h.

Neymar passou 14 minutos deitado na grama

O atacante brasileiro Neymar tornou-se meme internacional devido aos frequentes e prolongados episódios de demonstrações públicas de dor a cada choque corporal.

No total, durante a Copa do Mundo da Fifa de 2018, o jogador passou nada menos que 13 minutos e 50 segundos deitado na grama com dor, genuína ou imaginária, de acordo com o site RTS Sport.

12 gols contra marcados

A recente Copa também estabeleceu um recorde indesejável: 12 gols contra. Embora não seja um fato raro, nunca antes na história da Copa do Mundo houve tantos. O recorde anterior pertencia à Copa de 1998, na França, com um total de 6 gols contra.

O jogador croata Mario Mandžukić também foi capaz de um feito inédito: marcou um gol contra durante a final do torneio, um incidente que jamais acontecera antes. 

9 gols vencedores nos minutos extras

Muitas partidas duraram bem mais do que jogadores e torcedores esperavam. Além disso, em nove vezes os gols vencedores foram marcados após o limite de 90 minutos. Esse registro único ajudou a tornar a Copa na Rússia ainda mais imprevisível.

Cartão amarelo, 15 segundos depois do início

Este foi o cartão amarelo mais rápido da história da Copa do Mundo: quando o apito do árbitro deu início ao jogo entre o México e a Suécia, ninguém supunha que levaria apenas 15 segundos para sair o primeiro cartão amarelo.

O jogador mexicano Jesús Gallardo se tornou o único jogador na história da Copa do Mundo a ganhar um cartão amarelo tão rapidamente. Antes, esse recorde pertencia ao futebolista italiano Gianpiero Marini, que teve o azar, em 1982, de ganhar um cartão amarelo depois de apenas 51 segundos em um jogo contra a Polônia.

O jogador de futebol mais velho de todos os tempos

O goleiro egípcio Essam El-Hadary, de 45 anos, foi o jogador mais velho de todos os tempos em uma partida da Copa do Mundo. No passado, o recorde havia sido registrado pelo colombiano Faryd Mondragón, que atuou na seleção aos 43 anos.

Número recorde de pênaltis

A Copa de 2018 também foi a mais generosa em número de pênaltis: 28. O aumento acentuado foi atribuído à introdução do sistema VAR (árbitro assistente de vídeo, na sigla em inglês), que reduziu drasticamente os casos de impunidade.

O recorde anterior da Copa do Mundo nesse quesito era de 18, estabelecido em 1990, e depois igualado em 1998 e em 2002.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies