Funcionária de banco russo é pega enterrando na neve dinheiro roubado

Semyon Likhodeev/TASS
Roubo de quase R$ 380 mil causou agitação em vilarejo no Extremo Oriente russo.

Na aldeia pouco habitada de Manily, em Kamtchatka (a 7.000 km a leste de Moscou), a única funcionária da agência local do Sberbank, o maior banco estatal da Rússia, roubou cerca de 6,7 milhões de rublos (aproximadamente R$ 380 mil) ao longo de vários anos. Parte da quantia foi gasta durante esse período.

Quando o esquema foi descoberto pela polícia, a funcionária em questão entrou em pânico e tentou enterrar uma quantia semelhante de dinheiro em frascos de vidro na neve. A ideia era fazer parecer com que outra pessoa havia desviado o dinheiro.

No entanto, o esconderijo foi descoberto no momento de detenção, e a polícia apreendeu 4,5 milhões de rublos (R$ 255 mil). Ainda não se sabe onde está o resto do dinheiro. O crime causou bastante agitação na aldeia de apenas 770 habitantes.

“Não é todos os dias que um quantia dessas é roubada em Manily”, declarou uma autoridades local. “Graças a Deus o crime foi resolvido. Era possível dizer que quase todos na aldeia eram suspeitos”, acrescentou.

Recentemente, o Banco Central russo alertou contra uso de caixas eletrônicos falsos durante a Copa de 2018. Saiba detalhes. 

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies