As valentes carteiras russas: elas voam, andam de barco, de bicicleta e a pé para entregar cartas

Divulgação do serviço de correios da Rússia
Por muito tempo, o lento sistema de correios russo foi motivo de piada. Mas quando você vir como essas carteiras pegam pesado para levar a correspondência a pessoas vivendo nos rincões mais remotos da Rússia, vai condenar todo tipo de anedota sobre os correios!

Há muitos anos, Natália Scherbakova ganhou uma motoneta em uma competição dos correios e, desde então, ela é seu único meio de transporte para entregar cartas, jornais e outras correspondências em sua cidade natal, Shalia, na região russa de Sverdlovsk.

O trabalho de carteiro geralmente começa às 8 da manhã e vai até a meia-noite, tempo em que toda a correspondência deve estar entregue à maior parte das áreas mais remotas.

Carteiros do interior frequentemente andam cerca de 12 quilômetros por dia, não importando como o clima está.

O homenzinho acima retratado é o carteiro mais famoso da Rússia, Petchkin, de um desenho animado extremamente popular, “Os três de Prostokvashino”, baseado em um livro infantil de Eduard Uspenski. Quando Petchkin ganha uma bicicleta de presente, se diz o homem mais feliz do mundo. Na realidade, a bicicleta ainda é um dos meios de transporte mais comuns dos carteiros nas zonas rurais do país.

O período mais duro para os trabalhadores do correio é a primavera, quando a neve e gelo derretidos inundam estradas para muitas vilas e áreas remotas. Mas os carteiros normalmente estão preparados para esse tempo. Eles colocam vestimentas especiais e os barcos viram seu meio mais popular de entregar a correspondência durante a estação.

Por vezes, mesmo um barco não é o suficiente para entregar a correspondência e os pacotes das lojas on-line chinesas. Aí, os correios da Rússia usam helicópteros para alcançar os locais mais inacessíveis.

Aqui está um barco especial que pode ser conduzido tanto sobre a água como no gelo. Todos os moradores locais esperam com ardor por suas correspondências e entregas, e por vezes os barcos postais são o único transporte entre uma vila e o mundo externo. Sua chegada não diz respeito apenas a comunicações, mas à sobrevivência, pois eles também trazem comida, remédios e outros bens essenciais à vida.

In rural places a postman is a highly regarded person, known by all the locals and often invited for tea (in most cases they refuse because they must hurry to the next client). Moreover, as they bring pensions to retired people, postmen sometimes become their only companions or even soulmates, a source of village and world news.

O trabalho de carteiro não é fácil, mas muitas mulheres se dispõem a fazê-lo. Até na conservadora República da Tchetchênia, uma mulher da vila de Shatoi atravessa com coragem as montanhas e pontes de cordas para entregar a correspondência.

Hoje em dia, os correios da Rússia têm seus próprios carros, caminhões, helicópteros, barcos e até aviões. Mas na União Soviética eles usavam meios mais naturais para entregar as cartas: cavalos, renas e cães levando trenós.

Há caixas de correios nos locais mais inusitados da Rússia, como o acampamento juvenil Artek (na foto) ou altas montanhas.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies